Quer receber as principais Notícias de Salto e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

A cidade de Taboão da Serra comemora nesta terça-feira, dia 19, seu 60º aniversário. O município, emancipado em 1959, ganhou importância no cenário nacional em pouco tempo e hoje é uma das 100 maiores cidades brasileiras e figura entre as 25 mais ricas do Estado de São Paulo.

Mas o progresso também trouxe problemas. No ano passado, pela primeira vez, Taboão da Serra ultrapassou a marca de 14 mil habitantes por quilômetro quadrado, chegando a 14.012 hab/ km². Segundo estimativas do IBGE, o município possui hoje 285.570 moradores divididos em 20,38 km². Em um período de 12 meses, a cidade ganhou 5.936 habitantes, um crescimento populacional de 2,12% (a média nacional foi de 0,82%).

O índice de Taboão da Serra passou até mesmo de megacidades, como Tóquio, onde moram quase de 14 mil pessoas por quilômetro quadrado e é maior do que Nova Iorque, por exemplo, onde a densidade demográfica é de 10,9 mil habitantes por quilômetro quadrado.

Nos últimos seis anos, a população cresceu mais de 12%, parte por conta da chegada de grandes empreendimentos habitacionais. O número de eleitores já ultrapassa os 200 mil.

Em 2018 Taboão da Serra foi a quarta economia no Estado de São Paulo que mais gerou empregos em 2018. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ligado ao Ministério da Economia, colocam o município em uma situação privilegiada: esse é o melhor desempenho de Taboão da Serra na série histórica do levantamento realizado pelo Ministério e terminou com um saldo positivo de 4.872 empregos formais criados, ficando atrás, no ranking estadual, apenas da Capital, de Ribeirão Preto e de Campinas, três cidades que possuem uma economia mais aquecida há décadas. O crescimento em relação a 2017 foi de 8,6%.

Taboão da Serra cresceu em progressão geométrica, a cidade acumulou progresso, mas também muitos desafios. Se por um lado a explosão imobiliária dos últimos anos trouxe riqueza e novos moradores, trouxe também uma frota que as ruas não comportam, trânsito e congestionamento passaram a ser cotidianos.

Problemas que não são exclusivos de Taboão da Serra ganham mais importância em uma cidade com tantos moradores. A saúde pública, eterno desafio dos gestores taboanenses, talvez seja o reflexo mais agudo dos desejos dos moradores.

Na educação, Taboão da Serra rompeu a, até então, inimaginável marca de 30 mil alunos na rede pública municipal. Enquanto as escolas são reformas e ampliadas, outras precisam ser pensadas e planejadas. A cidade é um embrião que não para de crescer um segundo sequer. Mas a história de Taboão da Serra é essa, uma história cheia de progresso, marcada por um crescimento assustador.

Até 1959, Taboão da Serra era um distrito de Itapecerica da Serra, menos de oito mil pessoas moravam por aqui e a maioria sobrevivia de um acanhado comércio e de muitas plantações, panorama impensável 59 anos depois. O crescimento de Taboão da Serra é tão veloz que muda a todo instante. Nesse pouco de mais de meio século de história, a população cresceu cerca de 3.200%.

A pequena Vila que chamava Poá, deu lugar a um imenso município, que atraiu indústrias, condomínios e muitos comércios. A cidade que cresceu sob a sombra do Morro do Cristo, se expandiu e a taxa de ocupação do solo hoje é de quase 100%. Com mais de 278 mil habitantes e 72 mil residências, a cidade conta com um moderno parque industrial com empresas como Cinpal, Huntsman, Novartis, Sherwin Williams, Giroflex, Solvay Farma, Atotec, entre outras centenas, que fazem de Taboão um dos mais importantes produtores farmacêuticos e moveleiros do país.

O comércio de Taboão da Serra também experimentou um enorme crescimento na última década. Antes disso, apenas o Pirajuçara e o Centro possuíam poucas opções, mas com a chegada do Shopping em 2002 e a abertura de dezenas de lojas como Casas Bahia, Extra, Wal-Mart, Lojas Cem, Ponto Frio, Kalunga, Lojas Americanas, Renner, C&A e outras, fortaleceram o setor de serviços, que hoje é a maior fonte de renda e emprego para o taboanense.

Por outro lado, a ocupação irregular de diversos bairros, de invasões e de um crescimento desordenado, principalmente nos anos 70 e 80, tornaram Taboão conhecida como cidade dormitório. Essa “pecha” durou por décadas e ainda ronda a imaginação de muitas pessoas, principalmente daquelas que moram fora do município.

Mas hoje é dia de festa, dia de alegria e deixando de lado todas as polêmicas, é hora de dar parabéns a essa cidade que como uma mãe acolhe a todos. Parabéns Taboão da Serra pelos seus 55 anos.

Comemoração

A Câmara Municipal de Taboão da Serra realiza na próxima terça-feira, dia 19, às 19h, no Cemur, a Sessão Solene em comemoração aos 60 anos de emancipação do município. No evento será entregue a Medalha 19 de Fevereiro para 26 homenageados. O evento é aberto ao público.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Entretenimento

Deixe uma resposta

Leia também

Urbes altera cartões do transporte público de Sorocaba

Cartões da família “Com Você” serão substituídos gradativamente por novos cada…