Empresa faz parte do programa Água+Acesso, que tem como finalidade contribuir com infraestrutura para acesso e tratamento da água em comunidades rurais e isoladas do Norte e Nordeste do país

Ao longo de 2020, ano marcado pela pandemia de Covid-19, o acesso à água se fez ainda mais urgente e necessário para hábitos tão simples como lavar as mãos. Com o agravamento da crise sanitária e do cenário econômico, a Coca-Cola Brasil, responsável por investimentos constantes em projetos de água, reforça o compromisso global da empresa para 2030 com o uso sustentável da água por meio da eficiência nas operações, da proteção para as bacias hidrográficas e do acesso para as comunidades.

Nesse contexto, a Sorocaba Refrescos, franquia do Sistema Coca-Cola Brasil para Sorocaba e região, se envolveu nos projetos. “Temos alguns pilares sociais dentro da empresa e a questão da água sempre foi um ponto de atenção. Entendemos que ela é um bem primordial para a vida. Mais do que reduzir o uso de água em nossa fábrica e em nossos processos, queremos ser atores ativos na promoção de um mundo mais igualitário, no qual a água potável seja um direito garantido a todos”, afirma Cristiano Biagi, diretor-presidente da Sorocaba Refrescos.

Desde 2017, a Coca-Cola e o Instituto Coca-Cola Brasil contribuem com a ampliação do tratamento de água em áreas remotas do país por meio do Água+Acesso. Resultado de uma aliança formada pela empresa com institutos e organizações da sociedade civil, o programa tem como finalidade contribuir com infraestrutura para acesso e tratamento da água em comunidades rurais e isoladas, o estímulo a modelos de gestão autossustentáveis e a integração e o fortalecimento do setor. A Sorocaba Refrescos participa do projeto desde 2017, e já doou mais de 50 mil reais.

Entre 2017 e 2020, as ações chegaram a 8 estados (concentrando-se nas regiões Norte e Nordeste), 89 municípios e 377 comunidades, beneficiando mais de 135 mil pessoas. Nesse período, 2,5 bilhões de litros de água tratada foram consumidos pelas comunidades atendidas com investimentos de infraestrutura pelo programa. A estimativa para este ano é ampliar o Água+Acesso para 10 estados e 390 comunidades e escolas em 104 municípios, e impactar mais de 155 mil pessoas.

Em 2021, a Coca-Cola Brasil destinará R$ 2,7 milhões a iniciativas de apoio aos mais vulneráveis e na conservação do meio ambiente, distribuídos em 10 estados. Desse total, R$ 1,9 milhão será investido em programas que levam água tratada a comunidades e escolas, e R$ 800 mil em programas de conservação e recuperação de rios e áreas verdes.

As iniciativas da Coca-Cola Brasil para melhorar o acesso em comunidades vulneráveis de todo o país se juntam as ações para melhorar a eficiência hídrica nas fábricas e a proteção das bacias hidrográficas. A busca pela eficiência nas operações se reflete na constante redução do uso de água nas fábricas. Em 2020, o índice de eficiência hídrica atingiu o novo recorde de 1,55, ou seja, para cada 1 litro de bebida produzida nas fábricas são utilizados, em média, 1,55 litros de água. Em 2019, o índice foi de 1,63. Esta redução é resultado de investimentos em integração, dados, melhores processos e tecnologia.

Fonte: Sorocaba Refresco

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Prefeitura de Salto rescinde contrato com empresa responsável pela Zona Azul na cidade

1 de 1 Prefeitura de Salto rescinde contrato com empresa responsável pela Zona Azul na cid…