O lixo arrastado por quilômetros pelo Rio Tietê até a cidade de Salto (SP) começou a ser retirado pelas equipes de limpeza da prefeitura. Milhares de garrafas pet, madeira, isopor e outros materiais tomaram conta do Parque de Lavras e invadiram ruas nesta segunda-feira (18).

Com a forte chuva que atingiu a capital paulista no fim de semana, o volume de água do rio dobrou a vazão e o lixo invadiu o município de Salto. O mar de lixo cobriu a água, que sumiu e transformou a paisagem nos pontos turísticos do Rio Tietê.

A água do rio começou a abaixar nesta terça-feira (19), mas a antiga casa de máquinas continua inundada de lixo. As equipes fazem a limpeza do local, mas o correnteza continua levando lixo.

Dois dias de trabalho ainda não foram suficientes pra tirar todo o lixo do Parque de Lavras. A equipe de limpeza já tirou dois caminhões de madeira, isopor, plástico e outros materiais.

Enquanto os funcionários usam roupas e sapatos apropriados para o trabalho, coletores de material reciclável se arriscam para tentar pegar garrafas pet.

A água escura, que cheira a produto químico, chega forte na cidade carregando a sujeira desde a Grande São Paulo até Salto.

Um casal que mora no bairro Três Marias, ao lado do Rio Tietê, começou a semana contabilizando os prejuízos. Além da casa, a marcenaria dos moradores também foi atingida pela lama.

“Cômoda, guarda-roupa, os colchões todos eu tirei, e aqui atrás, na marcenaria, três motores [perdidos]”, afirma José Manoel Neto.

O Complexo da Cachoeira e o Memorial do Tietê tiveram que ser fechados como medida de segurança no fim de semana, mas já foram reabertos.

A enchente alagou a praça e a força da água quebrou parte da mureta da Ilha dos Amores, único ponto que continua interditado. O mirante só será reaberto ao público depois que o canteiro de proteção for refeito.

A vazão ainda é duas vezes maior que a registrada em dias comuns. O problema é que a correnteza continua trazendo muito lixo. A limpeza continua na cidade e ainda não há previsão de retirada de todo o lixo.

Paulo Sérgio Dias, líder da equipe de limpeza, sabe que toda vez que chover forte na capital vai encontrar o Parque de Lavras tomado pelo lixo.

Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Confira as manchetes deste sábado, 25 de maio de 2019

Bom dia! Nossa coluna está de volta ao ar. Todos os dias, de segunda a sábado, às 05h30, c…