Escolas da rede estadual se mobilizam para atividades extracurriculares, de forma online, para comemorar o dia da Consciência Negra, celebrado nesta sexta-feira (20). A data é dedicada à reflexão sobre a posição e luta dos negros na sociedade.

Confira o que vem por aí:

A Escola Estadual Marcia Helena Barbosa Lima, localizada em São José dos Campos, prepara todos os anos, de março a agosto, uma formação sobre a história e cultura da África e afro-brasileira, liderada pela professora Adele Reis Ribeiro, de Sociologia e Coordenadora da área de Ciências Humanas na unidade escolar.

Neste ano, por conta da pandemia, o período de formação ocorreu de forma online, de julho a setembro e, para celebrar a data, na semana do dia 16 a 20 de novembro, os alunos vão fazer as oficinas de forma virtual, por videoconferência.

Adele ressaltou que, em tempos normais, os alunos ficam responsáveis de replicar a formação nestes dias, transformando o conteúdo aprendido em oficinas, com apresentação de slides e atividades educativas.

“A data é importante para diminuir o racismo estrutural e procurar promover a equidade no país”, ressalta Adele.

A Escola Estadual Professor Joaquim Andrade Meirelles, também em São José dos Campos, fará uma roda de conversa não presencial, com o tema: Educação para as Relações Étnico-Raciais.

Para o coordenador da escola, Leonardo da Cunha Portes, este dia é importante para que as questões sobre racismo sejam colocadas em pauta. “Percebemos que é uma pauta que precisa ser trabalhada com mais frequência, é bom para que seja pensada também a questão da convivência e respeito, de como funciona o racismo sistêmico”, comenta o coordenador.

Em São Carlos, a Escola Estadual Prof. João Batista Gasparin, fará um evento online, com organização dos professores da Área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. No dia 19, haverá leitura de poemas, de trechos de livros, desfile, apresentação musical, palestras, entre outras atividades. O encontro se dará de forma remota, via Google Meet e Teams, a partir das 13h30.

Para a professora coordenadora do núcleo pedagógico de Geografia, Ana Paula Borelli Matsumoto, o dia da Consciência Negra é um momento para estudar, refletir e debater a importância do negro na construção da identidade da sociedade brasileira e sua contribuição na cultura, culinária, música e no trabalho. “Somos iguais e essa data deve ser uma reflexão sobre isso, para termos uma e sociedade mais justa”, completa a docente.

Na Escola Estadual Professor Walker da Costa Barbosa, em São Bernardo do Campo, os professores receberão formação durante este mês da consciência negra, através de uma roda de conversa nas Atividades Pedagógicas Coletivas (ATPC), com o professor de Língua Portuguesa e Inglesa Atair de Carvalho. Nesta semana, os professores irão replicar todo o conhecimento adquirido, de forma virtual com os alunos, através de textos, poesias, indicações de sites, entre outras coisas.

“É uma data de conscientização, não de comemoração. Temos que desmitificar essa data, temos que refletir do quanto o racismo neste país é institucionalizado e estrutural. Precisamos quebrar essa cultura racista e pensar no antirracismo, que é quando você busca por igualdade”, ressalta o professor.

Em Americana, os alunos da EE Professora Maria Guilhermina Lopes Fagundes vão participar da 6º Mostra Cultural Afrobrasileira, que neste ano tem como tema “Vidas Negras Importam”. Neste ano, o evento será online e transmitida pelo canal da Unegro Americana no YouTube.

“Os alunos gravaram diversas formas de intervenção como manifestos e encenações, que serão exibidos junto com as participações de outros grupos da cidade. É um momento de conscientização muito importante para a formação social dos jovens”, conta o vice-diretor da escola, Carlos Ronaldo Cini.

A EE Professor Benedito Borges Vieira, em Mogi das Cruzes, resta próxima quinta-feira (19), às 19h, o Sarau da Juventude, Arte e Cultura Afrodescendente, que contará com participações de diversos convidados, entre eles a atriz Olívia Araújo, que farão apresentações musicais, palestras e trocarão experiências com os demais alunos e participantes.

Durante o Sarau, serão exibidos projetos e participações dos alunos da escola, cujos temas serão: “O racismo sutil por trás das palavras”, “Desigualdade social” e “costumes, comidas e tradições afrodescendentes”.

O Sarau será transmitido pelo Teams através do link: https://bit.ly/sarau-consciencianegra20

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Boletim Coronavírus Itu – 214

A Secretaria Municipal de Saúde informa que Itu conta com 6797 casos confirmados, 6302 cas…