Foto: Reprodução – Google Maps
Crime aconteceu na casa que pertencia à mãe da vítima, na rua Fernão Dias, no bairro Ypê 2

O ex-jogador de futebol Rubens Pereira dos Santos, de 36 anos, amarrou e amordaçou a ex-mulher, a auxiliar de enfermagem, Tamires da Silva Bento Santos, de 30 anos, e a matou com um tiro na nuca, no fim da tarde desta terça-feira, 11, no distrito de Moreira César, em Pindamonhangaba, interior de São Paulo. Em seguida, o atirador usou a arma para se matar com um tiro na boca.

O casal estava separado havia quatro meses, após 15 anos de união, e deixou um filho de 12 anos. Conforme a Polícia Civil, o homem não se conformava com a separação e exigia que a mulher o aceitasse de volta.

A tragédia assustou os moradores do distrito de Moreira César, para onde a mulher tinha se mudado após a separação. A casa, na rua Fernão Dias, no bairro Ypê 2, pertence à sua mãe.

Conforme relato de testemunhas, a auxiliar de enfermagem havia feito plantão até a madrugada e dormia quando o ex invadiu a casa. Ela estava sozinha no imóvel. A vítima havia conseguido medida protetiva contra ele, pois já recebera ameaças de morte, segundo a Polícia Civil.

O caso foi registrado como feminicídio, seguido de suicídio do autor. Os corpos do atirador e da vítima passaram por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Pindamonhangaba e foram sepultados nesta quarta-feira. Os dois sepultamentos foram realizados, em horários diferentes, no Cemitério Municipal de Pindamonhangaba.

Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Defesa Civil de Salto participa do 3° Treinamento para Plano de Contingência de Barragens

A Defesa Civil de Salto esteve presente no 3° Treinamento do Módulo do Plano de Ação de Em…