Com o aumento das vendas pela internet e das entregas por delivery durante a pandemia, a produção de embalagens cresceu no país. Apenas em caixas de papelão foram 36 mil toneladas a mais nos primeiros seis meses de 2020, comparado ao mesmo período de 2019.

Esse reflexo da pandemia exigiu que as empresas se adaptassem e criassem novas estratégias para atender a crescente demanda. Em Jundiaí (SP), uma das maiores fabricantes de embalagens do país precisou contratar 300 novos funcionários nos últimos meses.

Segundo a empresa, a fabricação de caixas de papelão aumentou mais de 100% desde o início da pandemia. “As pessoas que não estavam adaptadas a essa tecnologia para este tipo de compra tiveram rapidamente que se adaptar”, diz o gerente de embalagens, Douglas Dalmasi.

Além das embalagens de plástico e papelão, as de alumínio também precisaram ser produzidas em escala ainda maior. Em uma fábrica de Sorocaba (SP) são 250 por minuto. Segundo o diretor, é a primeira vez na história da empresa que foi necessário abrir um terceiro turno de trabalho.

Foram 80 novas contratações para dar conta dos pedidos. A produção saltou de 32 milhões para 50 milhões de embalagens por mês.

Fabricantes de embalagens produzem mais durante pandemia de Covid-19 — Foto: Reprodução/TV TEM
com informações G1 Sorocaba e Jundiaí
Foto: Reprodução/TV TEM

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Vítima grita durante tentativa de roubo, e assusta ladrão que foge em bicicleta no Jardim Morada do Sol

Uma mulher  passou por um sufoco na tarde da última quinta-feira (17). Ela estava cam…