Motorista arranca com motociclista no capô durante discussão de trânsito em Salto

Motorista arranca com motociclista no capô durante discussão de trânsito em Salto

O motociclista que teve a moto atingida por um carro e acabou sendo levado no capô do veículo após tentar impedir a fuga do motorista, em Salto (SP), afirmou ao G1 que se assustou com a atitude do condutor. O caso ocorreu no cruzamento da avenida Marechal Rondon com a rua Ribeirão Preto, no domingo (15).

“Quando eu vi que estava sendo levado, segurei com força no limpador do para-brisa para não cair. O motorista viu que eu não havia caído e freou bruscamente. Fui levado por vários metros e arranquei o limpador com o impacto da freada e caí na frente do carro. Fiquei com medo de o motorista passar por cima e rolei para o lado, ele desviou e fugiu”, afirma Emerson Santos.

De acordo com a Polícia Militar, o motociclista estava parado no semáforo quando foi atingido na traseira pelo carro. Com o impacto, a mulher de Emerson caiu da moto.

Motorista arranca com motociclista no capô durante discussão de trânsito em Salto (SP) — Foto: Arquivo Pessoal

Ao G1, o motociclista contou que pediu para que o motorista aguardasse a chegada da PM. O motorista afirmou, segundo Emerson, que encostaria o veículo. Mas ao perceber que o homem começou a acelerar o veículo para fugir, o motociclista tentou impedir (veja no vídeo acima).

“Subir no capô foi uma reação do momento. Foi um susto, mas na hora eu não pensei, e não tive medo. Não imaginei que ele faria isso, mas eu não estava bravo, apenas assustado e as reações que eu tive foi por conta deste susto, pois ele jogou a minha esposa para fora da moto com o impacto da batida”, afirma.

O motociclista foi arrastado por quase 70 metros e o motorista conseguiu fugir. Até esta terça-feira (17), ele não havia sido localizado.

“Cortei a mão e machuquei o pé. Acredito que tanto o condutor quanto o acompanhante estavam embriagados. Vou registrar boletim de ocorrência e tomar providências para tentar tirar esta pessoa embriagada de circulação e para que não haja novamente situações como esta. Bebida e volante não combinam”, diz.

A esposa de Emerson, Nildes Oliveira, sofreu ferimentos nas mãos e tornozelo. Ela afirma que pediu ao marido para deixar o motorista fugir, pois havia anotado a placa do veículo.

“Eu vi que o motorista pretendia fugir e pedi para o meu marido deixar, mas ele insistiu e foi arrastado. Eu fiquei desesperada quando vi ele sendo levado pelo carro”, finaliza.

Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

VÍDEOS: veja as reportagens do Bom Dia Cidade e do TEM Notícias

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Campanha McDia Feliz será neste sábado

Ação vai beneficiar 67 projetos de 56 instituições que atuam em prol do câncer infantojuve…