Governador decreta quarentena a partir do dia 24
Estado de São Paulo diz que usará polícia para coibir aglomerações de pessoas (fotos: divulgação)

O governador João Dória (PSDB) acaba de decretar quarentena em todo o Estado de São Paulo.
A medida começa a vigorar 3ª feira (24) e exigirá o fechamento de todo o comércio e serviços não essenciais.
O fechamento deve durar até 7 de abril, pelo menos e visa diminuir o fluxo de pessoas nas ruas.
Segundo a decisão, poderão continuar funcionando hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, transporte público, transportadoras e armazéns, empresas de telemarketing, pet shop, deliverys, supermercados e mercados.
Devem fechar bares, restaurantes e padarias ou funcionarem por delivery.
Hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, públicas ou privadas, terão o funcionamento normal.
As transportadoras, armazéns, serviços de transporte público, serviços de call center, pet shop continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas.
O serviço de Segurança Pública, tanto estadual, quanto municipais, continuam funcionando normalmente. Os bancos e lotéricas também continuam abertos.
As indústrias devem continuam operando, já que não têm atendimento ao público em geral.
Doria afirmou que irá usar a Força Policial, caso necessário, para evitar a aglomeração de pessoas.
Bolsonaro – Segundo matéria do portal Globo.com, Doria aproveitou para criticar o presidente Jair Bolsonaro que censurou as medidas adotadas por ele e pelo governador do Rio de Janeiro para impedir o avanço da doença.

“Não é momento de política, de campanha eleitoral, de agressões de nenhuma ordem, todos os brasileiros tem que estar unidos.”

“Com decepção e tristeza. Como governador do estado, eu gostaria que o país tivesse um presidente que liderasse o país em uma crise como essa e não minimizasse problemas e dissesse que o coronavírus é uma gripezinha ou relativizasse uma questão tão grave para o país e pára os brasileiros nesse momento”, disse Doria.

“É muito triste em um momento como esse que não tenhamos uma liderança nesse país capaz de orientar os brasileiros, acalmar os brasileiros, tomar atitudes corretas.”

“Não é uma marolinha, não é férias que as pessoas estão tendo, é isolamento social. É um ato de humanidade, de respeito ao próximo”, complementou o prefeito Bruno Covas.
Faça sua parte!
Em Salto o prefeito Geraldo Garcia decretou estado de emergência e recomendou o fechamento de serviços não essenciais.
Clique aqui e acompanhe os casos por meio de nosso facebook.

Veja aqui uma das matérias que já fizemos do coronavírus. Clique aqui.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

RD – Droga Raia – Drogasil está com oportunidade(s) para CAGC – Atendente de Loja – v2122617

Descrição Você é apaixonado(a) pelo universo da saúde, beleza e bem-estar? Ama desafios e …