A Prefeitura de Indaiatuba (SP) encaminhou na data de hoje, quinta-feira (26) um Ofício para o Instituto Adolfo Lutz de São Paulo solicitando informações urgentes por parte do Instituto no que se refere aos resultados dos exames de Covid-19, visto que os casos suspeitos têm aumentado e neste período ocorreram óbitos de sintomáticos respiratórios e ainda não recebemos retorno da maioria dos exames colhidos. Até este momento temos 97 casos suspeitos, 93 em análise, quatro descartados, nenhum confirmado e três óbitos suspeitos.

O HAOC informa que nesta quinta-feira, dia 26 de março, três pacientes estão internados com sintomas de síndrome respiratória, sendo que dois em ventilação mecânica (intubados) e um terceiro em ventilação espontânea. Os exames colhidos foram encaminhados ao Instituto Adolf Lutz, sem resultado das análises até o momento.

Campinas. Campinas (SP) atualizou na tarde desta quinta-feira (26) os números da epidemia do novo coronavírus. O município conta com 16 casos confirmados e outros 441 em investigação para a Covid-19. Dos 16 casos, 15 foram registrados na rede privada e um na rede pública. De acordo com a prefeitura, dos casos que testaram positivo, apenas um paciente está internado em enfermaria. Segundo a prefeitura, as duas pacientes diagnosticadas com os primeiros casos na cidade já se recuperaram e passam bem.

Salto. A Prefeitura de Salto, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica/ Secretaria de Saúde, informa que no município há 32 casos suspeitos de Covid-19 aguardando resultados dos exames pelo Instituto Adolfo Lutz. Foram realizadas ao todo 35 notificações sendo: 18 mulheres e 17 homens. Dessas, 14 notificações pela rede privada; 9 pelas Unidades Básicas de Saúde e 11 Pelo Hospital Municipal e 01 pela Santa Casa de Itu. Três casos apresentaram resultado negativo. Do total de casos notificados, 29 foram registrados em Salto, e os demais (6) são residentes de outros municípios.

São Paulo. O número de óbitos relacionados ao novo coronavírus no Estado de São Paulo cresceu 163,6% em apenas quatro dias, conforme balanço da Secretaria de Estado da Saúde. No último domingo (22), o Estado registrava 22 mortes, contra 58 nesta quinta-feira (26). Os óbitos confirmados hoje também apontam um avanço da doença para outras regiões do Estado.

No domingo apenas a Capital paulista registrava óbitos relacionados à doença. Já nesta quinta-feira, os municípios de Vargem Grande Paulista, Guarulhos, Taboão da Serra e Ribeirão Preto também contabilizam pelo menos um óbito. Dos 10 novos óbitos contabilizados hoje, 7 são homens (36, 63, 73, 76, 80, 86 e 92) e 3 mulheres (64, 77, 77).  Nove são da Capital e o paciente de 36 anos, que apresentava comorbidades, é do município de Ribeirão Preto.

O número de pacientes graves em UTI de hospitais públicos e privados, notificados no sistema da Secretaria, também indica crescimento. Ontem (25) eram 59 pacientes com casos confirmados. Hoje, foram informadas 84 pessoas internadas. O Estado também registra 1052 casos confirmados da doença.

Brasil. O primeiro mês da circulação do coronavírus Sars-Cov-2 no Brasil deixou 77 mortes e 2.915 casos confirmados. Os dados são do balanço do Ministério da Saúde, que compilam os dados repassados pelas secretarias estaduais até as 17h30 desta quinta-feira (26). Cardíacos, homens e pessoas acima de 60 anos estão entre os grupos que tiveram mais casos graves e mortes neste mês. O balanço aponta ainda que, nesta tarde, o país tinha 194 pacientes internados em UTIs e outros 205 em enfermarias. Em relação ao dia anterior, quando o balanço apontava 57 mortes, houve um aumento de 35%. Em relação aos casos, que somavam 2.433 casos na quarta, a alta foi de 19%. Dos casos, 1.665 estão no Sudeste. No Brasil, a taxa de letalidade é de 2,7%.

foto: divulgação

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Pastor Weber Gusmão, da Igreja Batista Manancial, fala ao Blog do Nelson Lisboa

Pastor com a esposa e filhos: “Desafio você a se posicionar verticalmente e buscar a vonta…