Crédito: AFP/Arquivos

Ricardo Salles (Crédito: AFP/Arquivos)


O Ministério Público de São Paulo investiga o ministro do Meio Ambiente do governo Jair Bolsonaro (sem partido), Ricardo Salles, por conta de um salto patrimonial de R$ 7,4 milhões em um intervalo de seis anos. A variação ocorreu entre 2012 e 2018, período em que ele alternava a advocacia com cargos no governo de Geraldo Alckmin (PSDB). Salles foi secretário particular do ex-governador e secretário do Meio Ambiente. As informações são da Folha.

Por determinação da Justiça, Salles, sua mãe, Diva Carvalho de Aquino, e o escritório de advocacia do qual é sócio tiveram os sigilos bancário e fiscal quebrados. O ministro também é alvo de inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal) que envolve suspeitas sobre a movimentação financeira de seu escritório.

Segundo a Folha, o Ministério Público paulista aguarda informações bancárias de todos os envolvidos para dar andamento à apuração que busca esclarecer indícios de enriquecimento ilícito de Salles. Investigadores do órgão avaliam que o inquérito no STF ajudará a impulsionar o caso.

Entre 2012 e meados de 2020, o escritório de advocacia do qual é sócio movimentou R$ 14,1 milhões, de acordo com um relatório do Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeiras) enviado ao STF. Ainda segundo a Folha, cerca de R$ 2,8 milhões foram transferidos pelo escritório para a conta pessoal de Salles entre 2012 e 2017.

Em nota ao jornal, a assessoria de imprensa do ministro disse que “a evolução patrimonial e seus honorários foram declarados pelo próprio ministro em seu Imposto de Renda, não havendo nenhuma irregularidade”.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Jojo Todynho posa nua para campanha de perfume
+ Pedro Scooby posta foto de Cintia Dicker nua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Filha de Gordon Ramsay revela que sofreu abuso sexual
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Bandidos assaltam farmácia e cliente no calçadão do Cecap

Mais um assalto à farmácia foi registrado. Dessa vez, o roubo aconteceu no Boulevard no ba…