“Me deu um alívio enorme logo depois que tomei”. É assim que Taisi Lucena, de 26 anos, descreve a sensação de receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A jovem, que é de Itu (SP), mora em Lancaster, cidade que fica na Califórnia, no Condado de Los Angeles, nos Estados Unidos.

O país estendeu ainda mais a vacinação na última segunda-feira (19) e agora passou a imunizar moradores a partir de 16 anos. Taisi contou a reportagem  que lá também é necessário agendar um horário, assim como no Brasil.

“Meu horário era 8h15. Eu cheguei no local de vacinação uns 15 minutos antes do combinado, porque eles pedem que você chegue com antecedência”, conta.

Depois de chegar ao local de vacinação, foi necessário aguardar em uma fila de carros para que os fiscais conferissem os dados de cada morador, assim como o horário agendado.

“Essa fila de carros vai até um centro de exposições e, depois de checarem todos os meus dados, eu fui até um estacionamento. Lá, eles pedem que você aguarde dentro do carro e não saia até que todos do grupo agendado no horário anterior saiam do salão. Só daí é permitido entrar e ir para a fila”, diz.

A jovem ressaltou que todas as medidas de segurança estavam sendo mantidas. “Todas as filas eram espaçadas e tudo era marcado com adesivos no chão”, lembra.

Logo depois da fila inicial, o grupo todo era novamente divido em pequenas filas para um controle de aplicação das doses. Segundo Taisi, os dados eram então cadastrados no sistema para registrar que cada morador estava prestes a receber sua dose.

Local onde todos os moradores precisam aguardar por 10 minutos após tomar a vacina contra a Covid-19 em Lancaster, na Califórnia — Foto: Arquivo pessoal

Local onde todos os moradores precisam aguardar por 10 minutos após tomar a vacina contra a Covid-19 em Lancaster, na Califórnia — Foto: Arquivo pessoal

Depois de registrados, todos são orientados a entrar no salão e aguardar em estandes. “Quando chegou a minha vez, precisei apresentar os documentos mais uma vez, para então poder receber a minha vacina”, conta.

A jovem foi imunizada com a primeira dose da vacina da Pfizer e, depois, conta que precisou esperar em um salão por cerca de 10 minutos antes de poder ir embora do centro de convivência.

Com informações: G1 Sorocaba e Jundiaí

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Secretaria Municipal de Saúde alerta sobre importância da população no combate à dengue

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do serviço de Controle de Vetores, alerta novame…