Foto: Shutterstock

O novo coronavírus provocou uma queda de braço entre duas gigantes da indústria de sabão em pó. A Unilever, dona da marca Omo, foi à Justiça pedir para a Química Amparo, fabricante do Tixan-Ypê, suspender a venda de uma linha de produtos que promete matar um vírus.

A embalagem que incomodou a multinacional não menciona diretamente o nome do novo coronavírus, mas a ilustração do pacote remete ao causador da covid-19 e traz mensagem dizendo que o sabão é capaz de destruir a camada externa de gordura.

Segundo as palavras da Unilever no processo, o caso provoca um “cavalo de pau na concorrência” neste momento em que os consumidores estão em alerta por causa da pandemia.

A disputa também foi parar no Conar (órgão de regulamentação publicitária), que diz ter um processo em tramitação envolvendo a marca, mas não comenta o caso. Procurada pela reportagem, a Ypê afirma que “está prestando todos os esclarecimentos solicitados pelo Conar”.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Vereador mais votado, Thiago Gonçales traça planos para o futuro

Foto: André Roedel Thiago Gonçales (PL), também conhecido como Adautinho, foi o candidato …