Cachoeira que e cartão-postal de Piracicaba está seca

Cachoeira que e cartão-postal de Piracicaba está seca

Um dos principais cartões-postais de Piracicaba (SP), a cachoeira no salto do Rio Piracicaba, mais conhecida como a cachoeira do Véu da Noiva, desapareceu mesmo com o nível do manancial acima da média. Imagens registradas pela EPTV, afiliada da Rede Globo, mostram que o acúmulo de lixo no canal que forma a cachoeira artificial tem impedido o fluxo.

Moradores e turistas que passam pela Ponte Pênsil, que fica próxima ao Engenho Central, param para observar o rio e a cachoeira, mas mesmo com nível do rio a 2,04 metros, ou seja, acima da média para abril, que é 1,93 metro, ela secou e não pode ser mais observada.

Para chegar até este ponto, a água passa por um canal dentro do Parque do Mirante feito para desviar a água do Rio Piracicaba e formando a cachoeira artificial. É neste ponto que está o problema. Imagens mostram que o lixo está obstruindo o canal e impedindo o fluxo da água que forma a cachoeira.

Acúmulo de lixo no canal que forma a cachoeira artificial tem impedido o fluxo da água em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV Acúmulo de lixo no canal que forma a cachoeira artificial tem impedido o fluxo da água em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Acúmulo de lixo no canal que forma a cachoeira artificial tem impedido o fluxo da água em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

A sujeira se acumulou nos últimos dias por causa do aumento do volume do rio com as chuvas que atingiram a cidade, e acabou entupindo o canal. A falta de manutenção pela prefeitura e a falta de consciência das pessoas, que jogam lixo no parque, causou o “desaparecimento” da cachoeira.

A prefeitura informou por nota que realiza a limpeza do canal do Mirante a cada três meses, a última realizada em janeiro, mas “por conta do grande volume de chuvas nos primeiros meses deste ano, houve o acúmulo de material na comporta, localizada no Rio Piracicaba, na região do shopping, como areia, lixo e galhos de árvores”. A próxima limpeza está programada para maio.

Cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba, secou mesmo com nível do Rio Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV Cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba, secou mesmo com nível do Rio Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba, secou mesmo com nível do Rio Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

História da cachoeira artificial

Segundo a prefeitura, o canal foi criado para desviar a água para dentro do Engenho Central, construído em 1881 pelo Barão de Resende. A água servia para movimentar maquinário e também para o resfriamento de alguns processos.

O trajeto da água passa por dentro do Parque do Mirante e desemboca novamente no Rio Piracicaba, tendo a melhor vista da Avenida Beira Rio para os turistas e moradores. A cachoeira é chamada por muitos por Véu da Noiva, mas na verdade, segundo a prefeitura, a região do salto do rio, onde se forma uma bruma pelo movimento das águas, é o verdadeiro Véu da Noiva.

Sujeira prejudica vazão na cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV Sujeira prejudica vazão na cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Sujeira prejudica vazão na cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Melhor Idade de Itu celebra 25 anos com concurso de beleza e baile

O Trio Los Angeles irá animar a festa no dia 6 de abril. Crédito: Divulgação Trio Los Ange…