O Ministério Público local abriu uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o prefeito de Salto, Geraldo Garcia. O motivo foi o contrato celebrado pela Prefeitura com a empresa Ypê Engenharia Ltda. para a construção do CEC (Centro de Educação e Cultura).

Segundo o documento, o contrato para a obra era de R$ 3.314.811,07 pelo prazo de 12 meses (um ano). Porém, o MP argumenta que a licitação foi marcada pela restrição da concorrência, assim como a prorrogação do contrato se deu de forma irregular.

Confira reportagem completa na edição impressa desta sexta.

Notícias relacionadas


Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Homem que levou mata-leão de vítima em furto de moto é solto e preso horas depois pelo mesmo crime

Mulher evita roubo de moto com ‘mata-leão’ em Salto — Foto: Arquivo pessoal O …