Dois meses se passaram do episódio em que uma espuma branca tomou conta do Córrego do Ajudante. O fato se deu na manhã do dia 5 de março. A Cesteb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) foi acionada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, esteve no local e constatou que “resíduos utilizados para fabricação de sabão em pó foram depositados no pátio de uma empresa de produtos químicos, localizada no bairro Olaria”. Na ocasião, a Química Amparo foi autuada em R$ 79 mil.

Porém, dois meses se passaram e a multa ainda não foi paga. Nesta semana, a reportagem do PRIMEIRAFEIRA questionou a Cetesb sobre a situação. Em resposta, a assessoria de imprensa informou que a Química Amparo, responsável pela empresa Ype, ingressou com recurso junto ao Ministério Público, contra o auto de infração, e aguarda julgamento, o que não tem prazo para acontecer.

Notícias relacionadas


Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Prefeitura realiza atividades no Dia Internacional de Combate às Drogas

CEMUS V teve teatro do projeto “Anjos da Vida” e Secretaria da Educação recebe gibis do Pr…