A Polícia Civil apreendeu nesta terça-feira (21) dois suspeitos de matar o motorista de aplicativo Vander Tobias, de 37 anos, com um tiro na nuca em Campinas (SP). Um deles tem 18 anos e o outro 17 e, segundo o delegado Rui Pegolo, ambos responderão por ato infracional de latrocínio.

Rui, que é responsável pelo Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), afirmou que os dois admitiram o crime na presença dos pais. A Vara da Infância e Juventude já determinou a internação do adolescente responsável pelo disparo e a Polícia Civil representará pela internação do outro.

A arma do crime não foi encontrada até esta publicação. Segundo o delegado, os dois eram menores na data do crime, por isso responderão por ato infracional. “O crime foi praticado na quinta-feira e os dois que praticaram o assalto e a morte tinham 17 anos. Um deles fez 18 no final de semana, então responde quando era menor”. O suspeito de disparar ainda tem 17 anos.

O delegado contou que os suspeitos se conheceram quando cumpriam internação na Fundação Casa. O jovem que atirou tem duas passagens por roubo contra motoristas de aplicativo e o outro tem antecedência por tráfico de drogas. Ambos são de Campinas, mas de bairros diferentes.

Na data do crime, os adolescentes saíram para assaltar motoristas de aplicativo. Segundo a versão da dupla informada para a Polícia Civil, o roubo foi anunciado durante uma corrida e vítima acelerou para tentar escapar. “O que estava atrás resolveu atirar e o tiro foi fatal”, explicou o delegado.

Nada foi levado do veículo, informou a Polícia Civil. Segundo o delegado, trata-se de um latrocínio porque foi crime contra o patrimônio que resultou na morte da vítima.

foto divulgação.

Com informações de G1 Campinas. 

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Vereador mais votado, Thiago Gonçales traça planos para o futuro

Foto: André Roedel Thiago Gonçales (PL), também conhecido como Adautinho, foi o candidato …