A Polícia Civil prendeu um rapaz de 24 anos suspeito de envolvimento em um assalto à casa do vice-prefeito de Elias Fausto (SP), vice-prefeito Rui Thoni (DEM), além de outro suspeito de vender uma TV roubada no local. Também foi indiciada uma mulher de 34 anos, suspeita por comprar a televisão.

A ação foi realizada por volta das 6h30 desta quinta-feira (19), em Monte Mor (SP) e Sumaré (SP) por equipe da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic).

Segundo a DIG, o crime foi realizado no dia 24 de outubro, quando indivíduos armados invadiram a casa da vítima e mediante ameaça de morte e agressão física levaram diversos pertences e certa quantia em dinheiro.

O Setor de Inteligência da DIG/Deic iniciou as investigações e identificou a suspeita de comprar a TV, moradora de Monte Mor. Foi emitido mandado de busca e apreensão no imóvel da mulher pela Justiça, onde localizaram a televisão levada durante o crime, segundo a polícia.

Foi apurado que ela comprou o aparelho de um homem de Sumaré, para onde se dirigiram as equipes.

Ao chegarem no endereço, constatou-se que dois rapazes se encontravam no local e que um deles tentou fuga pelos fundos, onde jogou uma sacola contendo cocaína bruta e a granel e crack, mas foi detido.

Questionado, ele confessou ter vendido a televisão para a mulher, porém alegou não ter participação no roubo, de acordo com o registro do caso.

Os policiais ainda relataram que o segundo indivíduo, que permaneceu no interior do imóvel, assumiu ter praticado o roubo à residência, alegando ser ele o indivíduo que havia amarrado a vítima.

Durante busca no imóvel, foram localizados objetos utilizados para o tráfico, um revólver calibre 38 municiado e com numeração suprimida que teria sido utilizado no roubo, relógios, correntes e uma camisa que um dos indiciados utilizava no dia do crime, ainda conforme a DIG/Deic.

Foi dada voz de prisão em flagrante delito aos indiciados, que responderão pelo crime de tráfico de entorpecentes e posse ilegal de armas. O segundo suspeito, que confessou a participação no roubo a residência, responderá também pelo respectivo crime.

A mulher foi liberada, já que em um primeiro momento constatou-se que ela adquiriu a televisão sem saber que era roubada, tendo pago por ela valor de comércio. No entanto, ela responderá pelo crime de receptação.

Apreensões:

  • 1 revólver calibre 38 com numeração suprimida
  • 9 munições calibre 38
  • Pacotes de cocaína a granel (totalizando 680g)
  • 36 gramas de crack
  • Centenas de embaladas para drogas vazias
  • Balança de precisão e material plástico para embalo
  • Dois celulares
  • Relógios e correntes
  • Uma TV
  • R$ 215 em espécie

Foto: divulgação.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Juiz deve determinar amanhã situação de ex-trabalhadores da Santa Casa

Em uma audiência virtual realizada nesta quarta-feira, dia 2 de dezembro, com todas as par…