Uma cena insólita marcou o primeiro dia do Campeonato Pan-Americano de Ginástica Artística, que está sendo disputado na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, e vale como Pré-Olímpico para as Américas. Os ginastas reclamaram que a mesa de salto estava solta e, depois de mais de 10 minutos sem conseguir parafusá-lo no chão, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) resolveu o problema usando sacos de areia.

O problema, incomum em um evento de nível internacional desse tipo, aconteceu justamente na apresentação do time brasileiro masculino brasileiro. Depois de passarem pelo cavalo com alças e pelas argolas, os brasileiros seguiram para o salto, onde é comum realizarem um rápido aquecimento antes de competirem. Foi nesse momento que se identificou que a mesa estava solta.

Profissionais da confederação e técnicos da equipe se juntaram para tentar resolver o problema, mas nada parecia dar certo. O atraso esfriou os brasileiros, que ficaram mais de 10 minutos esperando para poder competir.

O Pré-Olímpico classifica dois ginastas pelo individual geral, mas atletas que ajudaram seus países a conquistarem vagas por equipes no Mundial de 2019 não são elegíveis nessa disputa. Por isso, Caio Souza, Arthur Nory e Chico Barretto até competem o Pan-Americano, mas não brigando por Olimpíada — os três são nomes certos na convocação para Tóquio. A quarta vaga deve ser de Arthur Zanetti, que sentiu lesão e foi poupado de competir no Rio.

O Brasil brigava por uma quinta vaga com Diogo Soares e Tomás Florencio. O melhor entre os dois foi Diogo, de Piracicaba (SP), que somou 82,700 pontos, ficando atrás apenas do norte-americano Paul Juda, que somou 83,000. Agora ele espera o terceiro grupo, que tem Chile, México e República Dominicana, torcendo para que ninguém faça mais do que 82,700 pontos.

Caio Souza por enquanto é o líder do individual geral, com 84,450 pontos, resultado melhor do que ele fez no Mundial de 2019, quando somou 83,765. Com a pontuação de hoje ele teria sido o décimo naquele Mundial. Também como comparação, a nota de Diogo, que ainda não tinha idade para estar no adulto em 2019, também o teria levado à final do individual geral. Caso Diogo conquiste a vaga, ela é do Brasil, e não dele pessoalmente, cabendo à comissão técnica fazer a convocação.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Motorista de aplicativo que usava veículo para distribuir drogas em Indaiatuba e Salto é preso

Um motorista de aplicativo que usava o veículo para distribuir drogas foi preso em flagran…