Uma das principais funções do vereador como representante do povo é exercer uma fiscalização e acompanhamento das ações do executivo. Ele tem acesso através de requerimentos e questionamentos junto ao Executivo a documentos que o cidadão comum não teria possibilidade de consultar.

O Vereador Vinicius Saudino enviou recentemente um destes requerimentos pedindo informações dos valores da folha de pagamento e horas extras da prefeitura. Um trâmite normal no dia a dia dos poderes. Porém chama a atenção, que pela segunda vez somente este ano, os dados enviados à Câmara Municipal são diferentes do publicado no Portal da Transparência da prefeitura, onde todo cidadão tem acesso para também poder fiscalizar.

Em resposta ao requerimento, mês a mês, o executivo totaliza um gasto com pessoal de R$ 83 milhões de reais entre os meses de janeiro a setembro. Porém, em consulta ao Portal da Transparência no Item Recursos Humanos, onde a empresa Prescon Informática recebe R$ 22 mil reais por mês para realizar o trabalho de prestação de serviços da folha de pagamento da prefeitura, encontramos o valor de R$ 94 milhões de reais pelo mesmo período, ou seja, o Prefeito Laerte Sonsin Jr. assinou uma resposta a um vereador com uma divergência de R$ 11 milhões de reais.

O TERRATAVARES tentou obter respostas para esta diferença, porém, não fomos atendidos.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

A Zona Azul é gratuita em Salto, mas se bobear pode tomar multa e ter seu veículo guinchado

A prefeitura da Estância Turística de Salto, está divulgando que começou a vigorar a parti…