Quer receber as principais Notícias de Salto e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

O Coritiba está na vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, brigando pela primeira colocação. Se antes a obrigação era conquistar o acesso, agora se projeta a luta pelo título. Com sete jogos de invencibilidade e somando 29 pontos na 16ª rodada, esta é a melhor fase vivida pelo Alviverde nos quatro anos últimos anos em se tratando de Brasileirão. Isso porque em 2016 e 2017, ainda na Série A, o time amargou campanhas ruins e em 2018, já na Segundona, pouco ameaçou estar no topo.

+ Destaque: Robson é decisivo na vitória alviverde

O atual momento embalado que vive o Coxa, e que fez com que a equipe se fixasse na parte de cima, começou com a vitória por 2×1 em cima do São Bento, na décima rodada, no dia 16 de julho. Depois, veio o triunfo em 2×0 no Vila Nova e seguiu com o empate em 1×1 com o Operário. A sequência continuou com a vitória por 3×2 no Botafogo-SP, foi para o 1×1 com o Sport e se concretizou com os dois placares de 2×0, aplicados no Figueirense e, por último, no Brasil de Pelotas.

+ Veja mais: Louzer ressalta união entre torcida e time

Nas quatro campanhas anteriores na competição nacional, o time não empolgou como agora. Em 2016 viveu momentos críticos e escapou do rebaixamento à Segundona somente na última rodada. Já em 2017, até começou bem, mas acabou entrando em crise e sendo rebaixado. 2018 foi um ano para esquecer. Mesmo que tenha emendado uma sequência de seis partidas sem perder na competição, da segunda a sétima rodada, não conseguiu apresentar um futebol convincente e viveu fases difíceis, ficando longe do G4 na maior parte da disputa.

+ Cabeça no lugar: Jogadores valorizam paciência em triunfo sobre o Brasil

Agora a realidade é outra – e não somente o Coxa está vencendo, mas convencendo em campo, além de fazer do fator casa um diferencial. Dos nove jogos em casa na Série B, o time venceu sete, empatou um e perdeu apenas em uma oportunidade, na derrota para o Paraná Clube por 3×2. As promoções de ingressos que tem levado um bom público ao Couto Pereira podem explicar o incentivo extra da equipe quando joga em seus domínios.

+ Você viu? Com camisa da Fanáticos, torcedor é cercado por coxas-brancas no Couto Pereira

Ainda que o momento possa gerar empolgação, o técnico Umberto Louzer não quer saber de ver seu elenco deslumbrado, mas sim focado e dando um passo de cada vez. O Coxa tem pela frente o Oeste, na segunda, e na sequência encara um adversário direto: o líder Bragantino, no dia 22. O Massa Bruta tem 31 pontos, apenas dois a mais que o Verdão. ‘Não podemos pensar no Bragantino sem antes enfrentar o Oeste. Já começamos a estudar o nosso adversário, para que a gente possa conseguir os três pontos, que são muito importantes para nós‘, garantiu, aplicando o discurso de jogo a jogo que sempre faz.

+ Confira a classificação atualizada da Série B!

Mesmo que siga reafirmando que não quer pensar muito adiante, Louzer quer sim projetar uma possível briga do Coritiba pela liderança. Porém isso deve acontecer somente quando a briga pela liderança acontecer. “Vamos trabalhar o tempo de forma consciente para fazer mais um grande jogo e nos firmarmos no G4. Só depois vamos pensar se vai valer uma liderança ou uma manutenção da posição. Não podemos cair nessa armadilha de dar um passo mais a frente e esquecer o próximo adversário”, finalizou.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Venda de sanduíche neste sábado vai para o Gpaci

O hospital atende a cerca de 300 crianças e adolescentes Acontece mais uma edição do McDia…