Taubaté reforça ações contra aglomeração nas ruas

Taubaté reforça ações contra aglomeração nas ruas

A Prefeitura de Taubaté vai multar quem for flagrado sem máscara a partir desta sexta-feira (26). A medida faz parte do reforço nas ações de fiscalização e medidas para combater a aglomeração e evitar com que os casos de Covid-19 aumentem.

Quem for flagrado sem máscara vai receber um auto de constatação. Em caso de reincidência será aplicada uma multa, com valores que variam entre R$ 399,28 a R$ 29.946, dependendo da gravidade e reincidência. Em tese, as multas já podiam ser aplicadas desde a publicação de decreto em maio. Mas a partir de agora, essa fiscalização será intensificada.

Desde o dia 1º de junho, em apenas duas ocasiões o município registrou taxas de isolamento social de 50%, ficando abaixo deste percentual nos demais dias. Na última quarta-feira (24), o indicador foi de 46%. Já o número de casos no mesmo período teve um salto de 242,46% –Taubaté contabiliza 500 casos positivos e 16 mortes.

“A nossa preocupação vem aumentando, a nossa taxa de isolamento não sobe e se mantém em torno de 46%. Ontem (quinta-feira) a Mobilidade Urbana nos forneceu o número de 8.440 pessoas em transporte público na cidade de Taubaté”, disse a presidente do comitê de combate ao coronavírus, Rosa Celano.

Movimento no comércio de Taubaté — Foto: Reprodução / TV Vanguarda

Entre os espaços públicos na mira das autoridades municipais estão as praças e acessos ao Mercado Municipal.

Na praça Dom Epaminondas, a prefeitura já removeu os 40 bancos para evitar a permanência do público no local. No calçadão, que da acesso ao Mercado Municipal, serão montados corredores exclusivos para subida e descida dos consumidores.

Também está prevista a continuidade da Operação Sossego, realizada aos finais de semana para evitar e dispersar aglomerações, auxiliando na manutenção do isolamento social.

Nessa operação, 12 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e 73 autuações de trânsito aplicadas. Os locais foram visitados com base nas denúncias recebidas pelo número 153, com relatos de festas e reuniões.

Desde o final de março, período em que as medidas de isolamento foram implantadas pelo Governo do Estado, a Guarda Civil Municipal da cidade registrou 1.567 ligações para o atendimento de ocorrências relacionadas ao apoio e orientação sobre o coronavírus.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Leme é reeleito para mais um mandato à frente da SISMI

Sindicalista é presidente da instituição há 26 anos O atual presidente do SISMI (Sindicato…