Rodinei Crescêncio

pf no centro empresarial paiagu�s

PF amanhece no 

A Polícia Federal realiza na manhã desta sexta (19) buscas em escritórios no Centro Empresarial Paiaguás, localizado na avenida do CPA.

No total são seis alvos de buscas, sendo quatro escritórios, o empresário Ivomar Alves de Freitas e um contador.

Os agentes federais estão realizando o trabalho no 15º andar e o escritório de contabilidade Ype Contabilidade é um dos vasculhados. Os outros alvos de mandados são MM Terceirização, Presto Serviços e Buscilha Terceirização. Todas do ramo de limpeza e conservação. 

Os funcionários da Ype chegaram às 7h para trabalhar e foram impedidos de entrar no escritório até que os agentes concluissem o trabalho.

A suspeita é que a empresa esteja em nome de um “laranja”.   

Atualizada às 7h40 – PF deflagra Operação Simplex para combater sonegação fiscal; empresário é preso

De acordo com a PF, a ação em Cuiabá trata-se da Operação Simplex, que visa combater a sonegação fiscal e previdenciária. O prejuízo causado à União é de no mínimo R$ 4 milhões, referente à sonegação de apenas uma empresa que oferece serviços terceirizados de  limpeza e conservação.

A PF também cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do  empresário do ramo de terceirização de serviços de limpeza e conservação, Ivomar Alves de Freitas, de 54 anos, proprietário da Ypê Serviços Terceirizados. Em poder do empresário foram encontradas 3 armas calibre 38, e ele acabou preso em flagrante por porte ilegal. 

De acordo com o escrivão da PF, Paulo Gomes, Ivomar tem passagens criminais e já usou tornozeleira eletrônica.  Deve ser encaminhado ao presídio pelo flagrante e iIrá passar por audiência de custódia. “Estamos lavrando o flagrante devido as armas sem registro e ele presta esclarecimento sobre a origem delas”, informa.

Gomes explicou que a PF precisou acionar um chaveiro para abrir dois cofres pertencentes a Ivomar, pois ele alegou não recordar da senha. 

As investigações tiveram início há cerca de seis meses, tendo como principal investigado o empresário do ramo de terceirização de serviços de limpeza e conservação, Ivomar Alves de Freitas, de 54 anos, proprietário da Ypê Serviços Terceirizados.

Ainda segundo a PF, entre os anos de 2013 e 2014, uma de suas empresas se declarou, indevidamente, como optante pelo Simples Nacional (do qual havia sido excluída pela Receita Federal), deixando de declarar rendimentos e, consequentemente, de recolher tributos devidos.

O empresário, que também administras outras empresas do ramo, se utiliza de “laranjas” nos contratos sociais, a fim de fugir de eventual responsabilização. Tratam-se de indivíduos humildes, sem qualquer participação das pessoas jurídicas.

Caso seja indiciado, o empresário responderá pela sonegação fiscal (tributária e previdenciárias), além de falsidade ideológica.

Passagem criminal

Facebook

Ivomar Alves de Freitas

Ivomar Alves tem passagem pela polícia por estupro e exploração de crianças

Ivomar Alves Freitas foi preso no dia 14 de maio de 2015, segundo a Delegacia dos Direitos do Adolescente e da Criança (Deddica), por estuprar e explorar sexualmente 12 crianças, mas foi posto em liberdade em junho após o Tribunal de Justiça conceder Habeas Corpus.

Os crimes teriam sido praticados entre os anos de 2012 e 2013. Em 2011, Ivomar também foi investigado em outro inquérito pelos mesmos crimes.   

As vítimas com idades entre 11 a 14 anos eram cooptadas por outra menor de 14, vítima do acusado, para conseguir meninas virgens para manter relação sexual com o empresário. As meninas eram levadas para um motel, na saída Chapada dos Guimarães, onde recebiam presentes e dinheiro, geralmente de R$ 100 a R$ 400 de acordo com o tipo da relação.

Outro lado

A defesa do empresário Ivomar Alves, patrocinada pelo criminalista Wendel Rolin, afirma que ainda não teve acesso aos autos da Operação Simplex, deflagrada nesta sexta (19), pela Polícia Federal, razão pela qual só se manifestará sobre as investigações em outro momento. 

Esclarece ainda que a prisão se deu por decorrência de posse de arma de fogo de uso permitido e não em decorrência das investigações policiais.

Demais disso, irá contribuir com a apuração dos fatos sem qualquer embaraço.

Bárbara Sá

PF no Paiaguas

Policiais federais amanheceram no Centro Empresarial Paiaguás, localizado na avenida do CPA, em Cuiabá. Eles cumprem mandados de busca e apreensão

Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

3corações vê salto em vendas em 2018 e grande safra de café no Brasil em 2019

SÃO PAULO (Reuters) – O grupo 3corações, líder em vendas de café torrado & moído…