Ao fazer o uso da palavra na sessão de Câmara da última terça-feira (15), o vereador Antonio Cordeiro fez uma grave acusação. Segundo ele, vereadores receberiam o poder de indicar pessoas para trabalhar na gestão municipal em troca de votos e apoio ao Executivo na Casa de Leis. O próprio Cordeiro teria sido procurado por representantes do Governo para receber cargos, mas que ele disse ter recusado. “Teve pessoas que me falaram que há vereadores nesta Casa que tinha 20 cargos comissionados. Eu acho que não chega a tanto, mas me disseram. Eu nunca tive cargo comissionado. E foi me oferecido por várias vezes, mas eu não quis. Se eu quisesse, e o vereador Edemilson está de prova, eu era obrigado a votar a ação e pagamento da CSO para a Prefeitura. Como vou fiscalizar meus próprios cargos indicados?”, disse.

O vereador ainda cutucou o Projeto de Reforma Administrativa, apresentado pelo Executivo saltense no último dia 10 de dezembro, mas que deverá ser votado apenas em 2021. “Vamos ver nessa reforma se vai haver cabine de empregos. Se tiver, pode ter certeza que eu vou ser contra”., bradou Procurado pela reportagem do PRIMEIRAFEIRA, Cordeiro disse que se manifestou sobre os cargos comissionados ao longo desse e do mandato anterior. Ele também ressaltou que jamais teve cargo comissionado e que, da atual Legislatura, apenas “uns três ou quatro vereadores” não teriam cargos na Prefeitura.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Oportunidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Drive-thru com arrecadação de alimentos nas regiões de Sorocaba e Jundiaí continua neste sábado

1 de 1 Arrecadação de alimentos para famílias necessitadas nas regiões de Sorocaba e Jundi…