Pesquisa da Associação Paulista de Supermercado (APAS) mostrou que em maio o faturamento real dos supermercados na região de Sorocaba aumentou 13,9% em comparação com o mesmo mês de 2019. O desempenho da região foi superior até mesmo ao índice de crescimento de todo o Estado e da Grande São Paulo no mesmo período, respectivamente, 12,3% e 10,9%.

Já no acumulado do ano, ou seja, o período compreendido entre maio de 2019 e maio de 2020, a alta nas vendas na região de Sorocaba foi de 7,5%, superando novamente o índice estadual e da Grande São Paulo de 7,4% e 6,5%, respectivamente.

Os dados da APAS mostram a importância dos supermercados para o consumidor. Desde o início da pandemia, o setor está ativo por ser considerado um serviço essencial. Segundo o presidente da APAS, Ronaldo dos Santos, o fechamento temporário do comércio imposto pela quarentena alavancou as vendas. “Sem dúvida, o cenário da pandemia fez com que os supermercados recebessem o contingenciamento de gasto pelas famílias em bares, restaurantes e shoppings”, explica.

O presidente da APAS destaca, porém, que a reabertura gradual do comércio deverá impactar as vendas do setor. “Conforme as leis de isolamento social forem sendo flexibilizadas, os comércios serão reabertos e o gasto das famílias direcionado para estes estabelecimentos. A tendência é de queda nas vendas dos supermercados a partir de então”, detalha.

Neutralidade na confiança

Apesar de os supermercados liderarem as vendas no varejo desde o início da pandemia, a reabertura de bares, restaurantes e shoppings deverá acarretar em estabilização e queda nas vendas. Impactarão o faturamento das lojas, ainda, os índices crescentes de desemprego e o fim do auxílio financeiro do governo federal.

Essa projeção levou ao aumento na neutralidade – de 31% em junho para 46% em julho deste ano – do índice de confiança do setor, ou seja, de como os supermercadistas enxergam o futuro do segmento. Esta pesquisa é feita mensalmente pela APAS com os supermercados associados.

“Para muitos o cenário ainda é nebuloso, principalmente quanto ao comportamento do consumidor frente à abertura de outros varejos e o fim da ajuda financeira do governo”, explica o presidente da APAS.

Emprego

Sobre emprego, 89% dos supermercadistas associados acreditam que, neste momento, o quadro de funcionários deverá ser mantido. Porém, a intenção de demitir aumentou 11%. O setor ainda lida com a necessidade de readequação do plantel de colaboradores: contratação de temporários para atender a alta demanda e reposição de colaboradores afastados que pertencem aos grupos de risco da pandemia.

Dia dos Pais: expectativa de vendas aumentou 0,5%
Em comparação com o ano passado, os supermercadistas acreditam em aumento de 0,5% nas vendas no período próximo ao Dia dos Pais – 9 de agosto. Historicamente, mais da metade das vendas ocorre nos dias que antecedem a data, pois as famílias fazem suas compras se preparando para a celebração do domingo. Os supermercados apostam na venda de vinhos e kits de cerveja, utilitários de churrasco, perfumaria, eletrônicos e vestuário em geral.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Oportunidade

Deixe uma resposta

Leia também

CPFL abre inscrições para Escola de Eletricistas

Interessados em aprender um novo ofício já podem se inscrever no Curso de Formação de Elet…