Uma faxineira de 32 anos denunciou à polícia que foi agredida pelo companheiro na noite desta terça-feira (14), na Vila Sônia, em Piracicaba (SP). O suspeito, um empresário de 40 anos, foi preso.

Segundo ela, a discussão começou quando ele arrombou a porta de seu apartamento e tentou forçá-la a ter relação sexual. Ao negar, a vítima foi agredida e enforcada pelo autor e depois conseguiu fugir para a casa da sua irmã, de acordo com seu relato no boletim de ocorrência.

Ela disse à corporação que mesmo à distância continuou recebendo ameaças por mensagens do suspeito. Momentos depois ela retornou ao apartamento, junto de sua irmã, para tentar convencê-lo a ir embora. Com a irmã de testemunha, a vítima continuou recebendo ameaças do autor que dizia que a sequestraria e a mataria, acrescenta o registro da ocorrência.

A testemunha acionou a Guarda Civil Municipal que relatou que, ao chegar ao local, encontrou o autor aparentemente sobre efeito de drogas e álcool e que ele permaneceu em silêncio até ser interrogado no Plantão Policial da Policia Civil, onde negou todas as acusações.

Segundo o boletim de ocorrência, o casal tem uma união estável há quatro meses e, desde então, o companheiro tem agredido a vítima, que nunca o tinha denunciado antes. A mulher declarou à Guarda Civil Municipal que vem tentando terminar o relacionamento, mas que, por conta das ameaças de morte, nunca conseguiu.

O autor do crime foi preso em flagrante e vai responder por ameaça, danos e violência domestica. A vítima recebeu medida protetiva de urgência.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Polícia

Deixe uma resposta

Leia também

Desigual, recuperação do mercado imobiliário se concentra no Sudeste

Enquanto em São Paulo a indústria da construção civil começa a se recuperar de uma das mai…