Quer receber as principais Notícias de Salto e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.
A obra fica no cruzamento com a avenida Pereira da Silva, no bairro Jardim Santa Rosália
Construção de acesso à avenida Dom Aguirre é paralisada por falha na obra
Obra do novo acesso da avenida Pereira da Silva com a avenida Dom Aguirre. Crédito da foto: Secom Sorocaba (17/10/2019)

A Secretaria de Conservação, Serviços Públicos e Obras (Serpo), da Prefeitura de Sorocaba, embargou a obra de implantação do novo acesso da avenida Pereira da Silva à pista centro/bairro da avenida Dom Aguirre. O embargo – que é uma determinação para que os trabalhos sejam paralisados – aconteceu por conta de a empreiteira contratada para executar a obra não ter atendido aquilo que está previsto no memorial descritivo quanto à implantação do pavimento, conforme previsto pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

A obra de construção desse novo dispositivo está sendo executada pela RMS Locações e Serviços, num processo de mitigação da rede Barbosa Supermercados, portanto, sem custos para a Prefeitura de Sorocaba.

De acordo com o descrito na notificação encaminhada pela Serpo à empresa RMS, os fiscais da Secretaria verificaram que a massa asfáltica aplicada quinta-feira no novo traçado do acesso foi espalhada “manualmente com rastelo, com auxílio de uma retroescavadeira e compactado apenas com um rolo chapa liso pequeno”. Pelo memorial descritivo da obra, a massa asfáltica deveria ser espalhada com “vibro acabadora e compactada com rolo pneus e rolo chapa”.

Leia mais  Incidente com tubulação durante obras do BRT é o terceiro em cinco meses

A Serpo explica que, por se tratar de um local por onde passará tráfego pesado, é necessário que o trabalho de aplicação da massa asfáltica seja feito obedecendo às recomendações dos órgãos reguladores, como a ABNT e DNIT. Após o embargo da obra – que não teve qualquer movimentação nesta quinta-feira (17) – a Secretaria – que é a responsável pela fiscalização do serviço – manteve contatos com representantes do Barbosa Supermercados (responsável pela contratação da empreiteira RMS) para que fossem adotadas as medidas necessárias para que os trabalhos fossem executados exatamente conforme o previsto no memorial descritivo da obra. O comprometimento da estrutura, se constatado, é feito a evacuação.

A previsão de retomada da obra é a próxima terça-feira (22). A empresa contratante disse que disponibilizará os equipamentos previstos em contrato.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

Falta de acesso ao novo Hospital Regional oferece perigo a pedestres e motoristas

Pacientes e acompanhantes precisam se arriscar na travessia da rodovia Raposo Tavares porq…