Nesta sexta-feira, dia 11 de junho, das 7h às 12h e das 15h às 19h, haverá vacinação em Itu contra a Covid 19 no estacionamento da Prefeitura (Drive Thru) e na Subprefeitura do Pirapitingui. A Secretaria Municipal de Saúde solicita que os munícipes que ainda não preencheram o cadastro no site Vacina Já  https://vacinaja.sp.gov.br , o façam para agilizar o atendimento.

Confira os grupos contemplados e documentação necessária:

PRIMEIRA DOSE

Profissionais da Educação de 18 a 44 anos

Fazer cadastro no site Vacina Já – www.vacinaja.sp.gov.br/educacao – é obrigatório para os profissionais que atuam nas redes municipal, federal e particular. Quem trabalha em escolas ou em órgãos administrativos (como Secretarias e Diretorias de Ensino) também pode se cadastrar. Em relação à rede estadual, somente os trabalhadores terceirizados precisam fazer o preenchimento dos dados. Os demais receberão QR Code, gerado e enviado automaticamente por e-mail, na data de vacinação, sem necessidade de cadastro.

Gestantes e puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias) que tenham 18 anos ou mais
Apresentar carteira de Pré-Natal ou declaração de nascido vivo, documento com foto, CPF e comprovante de endereço

Idosos com 60 anos ou mais
Apresentar um documento com foto, CPF, comprovante de residência e a Carteira de Vacinação.
Familiares de idosos acamados nessa faixa etária que não são cadastrados no Melhor em Casa podem solicitar a vacinação em domicílio por agendamento via telefone (4886-9611), ou presencialmente na Secretaria Municipal de Saúde nos dias 11 e 14 de junho, das 8h às 16h.

Pessoas com 18 a 59 anos que tenham comorbidades (confira a lista das comorbidades no final do texto) e com 18 a 59 anos com situações especiais
– Pessoas com 18 a 59 anos que tenham comorbidades: declaração médica ou receita médica que tenha sido emitida no máximo há seis meses ou exames que tenham sido realizados no máximo há seis meses
– Pessoas com deficiência permanente de 18 a 59 anos: comprovante ou laudo que comprove a deficiência permanente ou documento que conste a deficiência ou cartão de ônibus
– Transplantados que utilizam imunossupressores com 18 a 59 anos: declaração médica ou receita médica que tenha sido emitida no máximo há seis meses ou exames que tenham sido realizados no máximo há seis meses
– Pessoas com Síndrome de Down na faixa etária de 18 a 59 anos: não há necessidade de documentação para comprovação

Motoristas e cobradores do transporte coletivo urbano e intermunicipal

Apresentar o QR Code gerado pelo site www.vacinaja.sp.gov.br (basta clicar na aba Pré-Cadastro/Profissionais do Transporte e informar os dados solicitados), CPF, documento com foto e comprovante de endereço.

SEGUNDA DOSE
Para quem recebeu a 1ª dose da vacina CoronaVac até o dia 21 de maio, incluindo as gestantes vacinadas no Centro de Referência da Mulher (CRM) até essa mesma data.
Apresentar documento com foto, CPF, comprovante de residência e a Carteira de Vacinação.
Para idosos acamados, a 2ª dose também será administrada em domicílio. A Secretaria de Saúde solicita que os familiares dos mesmos aguardem o contato da equipe municipal de saúde

Para quem recebeu a 1ª dose da vacina AstraZeneca/Fiocruz até o dia 19 de março
Apresentar documento com foto, CPF, comprovante de residência e a Carteira de Vacinação.

Para idosos acamados, a 2ª dose também será administrada em domicílio.
A Secretaria de Saúde solicita que os familiares dos mesmos aguardem o contato da equipe municipal de Saúde.

LISTA DAS COMORBIDADES
As comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde são:

  • Doenças Cardiovasculares
  • Insuficiência cardíaca (IC)
  • Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente (HAR) – HAR = Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos
  • Hipertensão arterial – estágio 3 – PA sistólica ≥ 180mmHg e/ou diastólica ≥ 110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade
  • Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade – PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade
  • Doença Cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).
  • Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática

Os pacientes que fazem hemodiálise (Terapia Renal Substitutiva), na faixa etária de 18 a 59 anos, serão vacinados na clínica onde realizam o tratamento. Já os que realizam acompanhamento pelos grupos de diabetes e hipertensão (dentro dos critérios contemplados pelo Plano Estadual de Imunização) podem procurar a sua UBS de referência para retirada da documentação necessária para a vacinação.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Governo anuncia R$ 26 milhões em investimentos para Indaiatuba e região

O Vice-Governador e Secretário de Governo Rodrigo Garcia anunciou nesta quinta-feira (24),…