Quer receber as principais Notícias de Salto e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.
Estrutura é uma das sete instaladas na cidade, localizada em uma extremidade da ponte Francisco Dell’Osso
Bicicletário está com a porta arrombada e vidros das janelas quebrados. Crédito da foto: Marcel Scinocca

A jovem de 22 anos estuprada próximo à ponte Francisco Dell’Osso, em Sorocaba, afirmou que o crime ocorreu no módulo comercial com bicicletário próximo ao local. A estrutura abandonada é uma das sete instaladas na cidade e fica em uma extremidade da ponte, na avenida São Paulo.

O caso de estupro foi registrado em 6 de outubro. Em entrevista ao jornal Cruzeiro do Sul, a mulher, que teve a identidade preservada, disse ter sido abordada por um dos suspeitos na ponte. Em seguida, foi levada ao módulo com bicicletário.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima disse à Polícia que o suspeito teria jogado os óculos dela no rio Sorocaba. Ela informou ter problemas de visão e, sem as lentes, não conseguiu identificar o agressor.

O homem teria levado a vítima para um “quartinho” próximo à ponte, o referido módulo de bicicletário. Ela afirma ainda que havia dois homens no local, mas não conseguiu identificá-los por estar sem os óculos.

A moça disse ainda que foi orientada pela Polícia a passar por atendimento psicológico em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). O jornal Cruzeiro do Sul entrou em contato com a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba, onde o caso é investigado. A Polícia Civil informou que até o momento não há novidades na investigação.

Leia mais  Jovem de 22 anos é estuprada debaixo de ponte em Sorocaba

Módulo com bicicletário abandonado

Estrutura está danificada e abandonada, servindo de abrigo para pessoas em situação de rua. Crédito da foto: Marcel Scinocca

A estrutura do módulo com bicicletário, no início da avenida São Paulo, apresenta sinais de abandono. Conforme apurado pela reportagem, o local vem servindo de abrigo para pessoas em situação de rua. A porta do local está arrombada, bem como os vidros das janelas estão quebrados.

Em nota ao Cruzeiro, a Prefeitura de Sorocaba informou que até o fim deste ano será lançado um novo edital de chamamento para ocupação desse e dos demais bicicletários instalados no município. O governo municipal não se manifestou sobre as pessoas em situação de rua que estariam ocupando o local.

Um dos primeiros de Sorocaba

O módulo comercial com bicicletário da avenida São Paulo foi inaugurado em 18 de dezembro de 2012. Ele fica junto à ponte Francisco Dell’Osso, no lado oposto ao acesso à rua Nogueira Padilha. Na época, a estrutura era o segundo módulo do tipo 2 e do ramo de alimentação construído pela Prefeitura de Sorocaba. Desde a sua inauguração, o prédio nunca foi ocupado por comerciantes.

A atividade para os módulos do tipo 2 é destinada ao ramo de alimentação, manipulação ou preparo de comidas ou bebidas tipo “bar”. Segundo a Prefeitura de Sorocaba, esses módulos foram desenvolvidos de forma sustentável, com área para exploração comercial e bicicletário. Foram criados dois modelos que variam de acordo com o volume estimado de bicicletas estacionadas em áreas de interesse a esse segmento.

O caso

Jovem de 22 anos é estuprada debaixo de ponte em Sorocaba
Trecho da ponte Francisco Dell’Osso, em Sorocaba. Crédito da foto: Luiz Setti (19/8/2012)

A jovem passava pela ponte por volta da 1h30 do domingo (6) quando foi abordado pelo homem. No depoimento, a vítima conta que, enquanto um deles a abusava sexualmente, o outro assistia.

Um dos homens ficou com o celular da jovem. Após estuprá-la, jogou um telefone sobre ela e disse para “ficar de brinde”.

Ela passou por atendimento médico no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS). A Polícia Civil solicitou que a vítima realizasse exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba. A identidade dos homens é desconhecida. (Aline Albuquerque)

Leia mais  Muro e caixa d’água desabam e parte de condomínio é interditado em Sorocaba

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

Falta de acesso ao novo Hospital Regional oferece perigo a pedestres e motoristas

Pacientes e acompanhantes precisam se arriscar na travessia da rodovia Raposo Tavares porq…