Nesta quarta-feira, 18,  as redes sociais foram tomadas de reclamações de moradores de Itu reclamando da água que chegaram nas suas torneiras desde terça-feira a noite: gosto e cheiro muitos fortes.

Alguns identificaram como sendo de “podre”, outros de “fio queimado”, outro de algo químico.

Ao Jornal de Itu, muitos reclamaram, e alguns pediram sigilo, com receio de perseguições. “Uma vez eu reclamei do UPA e fui atacada das redes, eu tenho medo”, diz uma moradora do centro, que após tomar banho sentiu os olhos arderem. “Fui perguntar para demais pessoas que conheço se estavam com a água desse jeito. E após entrar em meu Facebook vi diversas pessoas reclamando da água, confirmando as mesmas coisas. Fiquei em pânico, pois utilizamos a água em casa e não sabemos o que é”, diz.

A moradora do Bairro Brasil, Kelly, diz que há alguns meses sente que á agua está com muita química. “Quando vem amigos de outras cidades, eles estranham e comentam. Mas, desde terça-feira realmente está insuportável, como se tivessem tentando camuflar o cheiro de podre com produtos químicos. Após o banho, fiquei com a garganta irritada”, conta.

Moradores do bairro Paulista também relatam casos de alergia na pele, inclusive em reação em crianças, após o banho. “Ele tem dermatite e precisei dar remédio antialérgico”, diz uma mãe, que também não quis se identificar.

Moradora do mesmo bairro, Priscila conta que água não dá nem pra dar para os animais domésticos. “Ao escovar os dentes, eu achei que tinha algum fio queimando dentro do meu banheiro: um cheiro e um gosto horrível”.  Eles lamentam que tenham que gastar dinheiro com água para beber e fazer comida. “Mas e tomar banho, como fica?” Moradoras do condomínio Villagios de Itália também narraram a mesma situação.

Eles comentaram também que a CIS teria prometido ir até o local para colher amostras da água, mas não teria aparecido.

Dentro dos parâmetros”

Questionamos a Cis sobre a situação, mas não tivemos resposta. No site da autarquia, também não há nenhuma explicação, apenas um aviso de interrupção de água em 27 locais da cidade nesta quinta-feira.

Nas redes sociais, pessoas ligadas à Prefeitura e à CIS divulgaram um comunicado que diz que a água está dentro dos “parâmetros.”

Em contato com a CETESb, ela informou que tem conhecimento da situação, mas nesse caso caberia à Vigilância Sanitária fazer a fiscalização.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

Juiz deve determinar amanhã situação de ex-trabalhadores da Santa Casa

Em uma audiência virtual realizada nesta quarta-feira, dia 2 de dezembro, com todas as par…