Na última terça-feira (30/11), o prefeito Guilherme Gazzola inaugurou a nova sede do Centro POP (Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua), na Rua Goiás, 180, Bairro Brasil. A nova localização facilita o acesso dos assistidos e o atendimento, além de ser um espaço maior, melhor dividido e mais aconchegante.
A secretária municipal da Promoção Social, Alzira Aparecida de Almeida Guimarães de Paula, destacou a importância do serviço oferecido pelo Centro POP.  “É um trabalho extremamente complexo, porque lida com histórias de vida, com laços familiares e comunitários em sua maioria rompidos. Lida-se com escolhas, falta de perspectiva, baixa autoestima, conflitos internos. Um trabalho nem sempre compreendido e visto, que exige empatia e respeito ao processo de aceitação para fortalecimento da autonomia e desenvolvimento de potencialidades, mas com esse trabalho, são inúmeros os casos de sucesso alcançados”, comentou Alzira.
O prefeito Guilherme Gazzola falou sobre o novo espaço que dará melhores condições de trabalho e acolhimento para todos. “Os funcionários do Centro POP trabalham em uma área muito sensível, porque não é só reabilitar pessoas e devolve-las para sociedade, mas também investigar causas. Tenho certeza que vocês (funcionários) têm capacidade e sensibilidade para transformar a vida das pessoas”, concluiu.
Eunice Florentina de Oliveira Toresin, mãe de Marcelo Aparecido de Oliveira, que dá nome ao local, também esteve presente e foi homenageada na ocasião. Muito emocionada, parabenizou e desejou sucesso nesse novo espaço de acolhimento.
Também estiveram presentes os vereadores Antônio Luís da Silveira (Luisinho Silveira), Benedito José Donizetti André (Donizetti André), Manoel Monteiro Gomes (Mané da Saúde) e Normino José de Oliveira (Normino da Rádio), secretários e diretores municipais e funcionários do local.
O Centro POP realiza atendimento à população de rua e itinerantes com serviço de abordagem social, espaço para higiene pessoal e alimentação, oficinas socioeducativas e encaminhamento à rede socioassistencial. Após cadastro, identificação e escuta do atendido, é realizado o encaminhamento, se necessário, para tratamento de saúde, orientação sobre acesso à documentação civil e oferta de cursos de capacitação.
O atendimento é direcionado a jovens, adultos, idosos e famílias que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Geração de energia a partir do lixo: uma idéia para nossa cidade

Lixo normalmente é sinônimo de algo que se joga fora, algo desprezível. Mas como “jo…