Quer receber as principais Notícias de Salto e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.
O reservatório inaugurado tem 29.900 metros quadrados de área e capacidade de armazenar 74.750 metros cúbicos de água
reservatório RSO
Todo o complexo da obra representou investimentos em torno de R$ 9 milhões. Foto: Fábio Rogério (15/08/2019)

A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, inaugurou na tarde desta quinta-feira (15) o Reservatório de Detenção de Cheias (RDC) do Córrego Água Vermelha “Romeu Pires Osório” com a expectativa de que sejam minimizados os riscos de alagamentos ao longo do manancial durante os períodos de chuvas, especialmente no verão. Ela lembrou que o complexo de toda a obra foi iniciado em 2011 e ressaltou o resultado como “um trabalho de equipe”. A inauguração aconteceu no cruzamento da avenida Marechal Dutra com rua Manaus, no Jadim Mariana.

O reservatório inaugurado tem 29.900 metros quadrados de área e capacidade de armazenar 74.750 metros cúbicos de água. A unidade é a segunda e conclusiva obra do complexo que inclui outro reservatório, entregue em dezembro de 2017, com dimensões de 12.750 metros quadrados de área e capacidade de armazenar 31.875 metros cúbicos de água. Juntos, os dois reservatórios somam área de 42.650 metros quadrados de área e capacidade de retenção de 106.625 metros cúbicos de água.

O diretor geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Mauri Pongitor, informou que todo o complexo da obra representou investimentos em torno de R$ 9 milhões, grande parte com recursos oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e serviços realizados pela autarquia.

Armazenar água

Pongitor informou que o reservatório inaugurado ontem tem a função de amortizar a água de chuvas intensas e não deixar ocorrer enchentes ao longo do córrego Água Vermelha. Durante as chuvas, o reservatório retém e solta a água aos poucos. O planejamento da obra constou de estudo com dimensões hidrológicas e hidráulicas: no primeiro caso, é considerada a projeção de retenção de volume de água, e no segundo, o dispositivo de esvaziamento da quantidade armazenada.

A obra vai beneficiar moradores do Jardim dos Estados, Vila Mariana, Jardim Embaixador, Vila Jardini, que sofreram em anos passados as consequências de inundações do córrego com interdições de ruas.

A aposentada Márcia Ayres, de 58 anos, moradora do Jardim dos Estados, recordou enchentes que levaram móveis de moradores. Otimista com a obra, ela disse que agora a situação “vai melhorar”. O também aposentado Charles Chiaratti, de 59 anos, informou que, além de solução para o problema das enchentes, a obra resultou na criação de um parque com espaços para o lazer e a prática de esportes.

Com esses espaços, a obra resultou na criação do Parque dos Estados com áreas urbanizadas, pista de caminhada, ciclovia, academia ao ar libre.

Homenagens

A família do homenageado Romeu Pires Osório, já falecido, foi representada nas figuras da esposa, Ruth Silva Osório, e dos seus filhos, o jornalista Roméu-Sérgio Osório e Ruth Cristina Osório com o marido Osório Bonatto. O homenageado foi diretor da Associação Cristã de Moços (ACM) e, segundo o filho Roméu-Sérgio, a homenagem “não é por acaso” porque o pai era muito ligado ao esporte e à natureza.

Ex-diretores do Saae, Ronald Pereira da Silva, José Carlos Tavares e Pedro Dal Pian, também receberam homenagens e manifestações de agradecimentos por parte da prefeita Jaqueline e de autoridades presentes. Também prestigiaram a inauguração o presidente da Câmara, Fernando Dini, e o presidente da Associação Comercial de Sorocaba (Acso), Sérgio Heze.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

Venda de sanduíche neste sábado vai para o Gpaci

O hospital atende a cerca de 300 crianças e adolescentes Acontece mais uma edição do McDia…