A Secretaria de Saúde de Indaiatuba emitiu uma nota para a imprensa, na tarde desta quarta-feira (26), sobre uma morte divulgada ontem (25), de um profissional de saúde, de 39 anos, já vacinado com duas doses da vacina Coronavac.

“Trata-se na verdade de um homônimo, ou seja, uma pessoa com o mesmo nome e ano de nascimento. Sendo assim, a pessoa que faleceu não era profissional de saúde e não era vacinada”, explica a Prefeitura.

O equívoco aconteceu durante o cruzamento de informações com o banco de dados de vacinação do município, entretanto, na conferência manual com a documentação do óbito o Departamento de Vigilância Epidemiológica identificou que se tratava de um homônimo. O Departamento pede desculpas pelo acontecimento e já tomou medidas para que a situação não ocorra novamente.

Dados

Desde o início da pandemia, 21.324 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 20.398 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 549 morreram e 1.400 casos suspeitos aguardam resultados.

Há 105 internados, dos quais 86 estão confirmados para Covid-19. Do total, 71 estão em leitos clínicos e 34 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Bandidos assaltam farmácia e cliente no calçadão do Cecap

Mais um assalto à farmácia foi registrado. Dessa vez, o roubo aconteceu no Boulevard no ba…