Ministério Público do Estado ingressou com ação civil pública contra Marinho Marte (PPS)
Aeroporto de Sorocaba
Pista de taxiamento no aeroporto de Sorocaba. Crédito da foto: Erick Pinheiro (27/6/2018)

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) ingressou com uma ação civil pública contra o vereador afastado de Sorocaba Marinho Marte (PPS). O processo na Justiça trata de extorsão. A ação tramita desde quinta-feira (19) e foi a evolução de um inquérito civil que investigava o caso. O procedimento é de responsabilidade do promotor Orlando Bastos Filho.

Leia mais  Justiça nega novo recurso e mantém Marinho Marte afastado do cargo

Conforme o procedimento, em 2016, o então vereador teria tentado extorquir R$ 300 mil para facilitar a aprovação de um projeto de lei. Trata-se da ampliação de uma pista de táxi aéreo no Aeroporto de Sorocaba pela Associação de Proprietários, Permissionários e Operadores de Hangares do Aeroporto de Sorocaba (Aprohapas).

‘Prints’ de conversas integram a investigação. Crédito da foto: Reprodução/MPSP

A Aprohapas arcaria com os custos da obra mediante a transferência da área, que precisaria ser validada pela Câmara. Acompanhado de um advogado e de dois delegados de polícia, o presidente da associação, que seria vítima da extorsão, procurou o Ministério Público e relatou a situação. Procurado para comentar o caso, Marinho Marte afirmou que não tinha conhecimento da ação. (Marcel Scinocca)

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

CPFL abre inscrições para Escola de Eletricistas

Interessados em aprender um novo ofício já podem se inscrever no Curso de Formação de Elet…