Quer receber as principais Notícias de Salto e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

SÃO PAULO – Imagine seis Maracanãs lotados de gente durante quatro dias vendo 160 horas de cultura pop. Entre os convidados,
Kevin Feige
, megaprodutor da Marvel,
J.J. Abrams
, diretor de “A Ascensão Skywalker”, último capítulo da saga Star Wars, e
a Mulher-Maravilha, Gal Gadot
. De hoje a domingo, esse universo expandido estará na
Comic Con Experience
.

Segundo os organizadores, 280 mil pessoas devem cruzar os portões da São Paulo Expo de hoje a domingo, fazendo da feira a maior do mundo, acima das míticas edições de San Diego e Nova York. A grande maioria (cerca de 70%) vem de fora de São Paulo — gente que deve movimentar, segundo os organizadores, R$ 265 milhões na cidade.

A expectativa é tanta que, pela primeira vez, os ingressos se esgotaram dias antes do evento — as bilheterias, inclusive, foram desativadas. É um salto e tanto, considerando que a primeira CCXP, há cinco anos, atraiu 97 mil pessoas. Na época, entre os convidados havia nomes como Jason Momoa, então um personagem secundário de “Game of thrones”, e Sean Astin, o Sam de “O Senhor dos Anéis”. Hoje, a lista de personalidades escaladas aumentou em número e em prestígio.

A começar por Feige, o produtor e cérebro por trás do Universo Cinematográfico Marvel, formado até agora por 23 longas que faturaram US$ 23 bilhões, e por Abrams, que pisa aqui com parte do elenco de “Star Wars: A ascensão Skywalker”, pouco antes da estreia (marcada para dia 19).

Além dos gringos, o conteúdo brasileiro terá destaque inédito. O Globoplay vai capitanear um estande de mais de mil metros quadrados, reunindo produções do Grupo Globo. Estão incluídas aí séries como “Ilha de Ferro”, com Cauã Reymond e Maria Casadevall; “Desalma”, sobre fenômenos sobrenaturais; a comédia “Eu, a Vó e a Boi”, produzida por Miguel Falabella partir de tweets; e “As Five”, spin-off de “Malhação: Viva a Diferença”. Além dos painéis e dos conteúdos exibidos, estão previstas até experiências em realidade aumentada.

Haia (Cássia Kis) e de Roman (Nikolas Antunes) fazem ritual em cena da série 'Desalma', criada por Ana Paula Maia Foto: Globo/Estevam Avellar
Haia (Cássia Kis) e de Roman (Nikolas Antunes) fazem ritual em cena da série ‘Desalma’, criada por Ana Paula Maia Foto: Globo/Estevam Avellar

— Alguns estandes são gigantescos, comparáveis aos de qualquer outro lugar no mundo. Investir na experiência faz o conteúdo ter muito mais alcance. E a gente conseguiu mostrar isso para a indústria de entretenimento — diz Pierre Mantovano, CEO da CCXP.

Considerado o coração da convenção, o Artist’s Alley deste ano também promete ser superlativo, com 542 artistas divididos em 352 mesas, além do estande da Chiaroscuro, em frente ao espaço que vai reunir desde quadrinistas consagrados a novos talentos, do país e de fora.

— A CCXP começou como um evento de quadrinhos e o Artist’s Alley era sua principal atração. Mesmo incorporando séries, filmes e livros, o espaço dos artistas continua importante — explica Ivan Costa, sócio da CCXP. — Enquanto em San Diego ele fica restrito a uma área de 200 artistas, em Nova York deixou de ter pavilhão próprio e foi para o subsolo. Mas ano a ano o número de inscritos na versão brasileira aumenta.

Costa afirma que ele faz o processo de avaliação desse artistas pessoalmente e, com isso, percebeu um aumento no número de mulheres e trans inscritos.

— Fico orgulhoso porque o evento tem um posicionamento claro em relação a esses temas — comemora.

Além dos painéis, premières e masterclasses ao longo de quatro dias, o público ainda poderá conferir pelos corredores uma das mais simpáticas atrações da CCXP: os cosplayers. Na edição deste ano, o Cosplay Universe vai oferecer um espaço exclusivo com um camarim para os fãs que gostam de encarnar seus personagens favoritos. Terá até uma 
cosplay helper
, para ajudar nos ajustes de última hora.

Colaborou Telio Navega

Destaques da programação
 

Quinta

Batman: 80 anos

O
Cavaleiro das Trevas
é tema de conversa entre os quadrinistas Neal Adams, Frank Quitely, Joëlle Jones e Raphael Grampá, brasileiro que ilustra “The Dark Knight Returns: The Golden Child”, livro de Frank Miller a ser lançado nos EUA semana que vem.

Slot Globoplay – ‘As Five’

Com estreia prevista para 2020, a nova série derivada de “Malhação” será debatida por seu autor e pelo elenco, que traz Gabriela Medvedovski, Ana Hikari e Daphne Bozaski, entre outras. <SW>

Margot Robbie entre nós

A Warner aposta na presença da intérprete da Arlequina para promover “Aves da rapina”, filme solo da personagem do universo DC.

Sexta

Slot Globoplay – Comédia, drama e suspense

Integrantes das séries

“Desalma” , “Onde está meu coração” e “Eu, a Vó e a Boi” debatem os rumos e novidades das séries.

Amazon em ação

A Prime Video leva à CCXP o elenco das produções “Star Trek: Picard”, “The Expanse” e “The Boys”.

Sábado

Ryan Reynolds livre

O astro de Hollywood falará sobre “Free Guy”, filme em que vive um bilionário com traços de heroísmo. O diretor Shawn Levy também participa da conversa.

O futuro da Marvel

Responsável pelos dez anos de domínio dos super-heróis no cinema, o produtor Kevin Feige anuncia seus próximos passos.

“A ascensão Skywalker”

O diretor J.J. Abrams e os atores Daisy Ridley, John Boyega e Oscar Isaac falam sobre o aguardado encerramento da saga.

Domingo

His Dark Materials

Sucesso de crítica, a série baseada nos livros de Philip Pullmann é a aposta da HBO na convenção. Dafne Keen (Lyra) e Ruth Wilson (Marisa Coulter) estarão lá.

‘Mulher-Maravilha 1984’

A atriz Gal Gadot e a diretora Patty Jenkins falam sobre a continuação do hit lançado em 2017.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Você sabe por que se comemora o “Janeiro Branco?”

Todo mês é classificado com uma cor visando chamar a atenção das pessoas para uma questão …