Luciano quer fazer ponte entre Legislativo e Executivo (Foto: Moura Nápoli)

Ele se descreve como uma pessoa atuante, participativa, que gosta das coisas bem feitas e gosta de valorizar as pessoas que estão com ele, ser grato a elas. Com esse perfil, Luciano Ribeiro, o Luciano do Secom (PL), mergulhou de corpo e alma na campanha que culminou com a reeleição de Guilherme Gazzola (PL). Luciano foi seu candidato a vice.

Em uma longa entrevista, Luciano falou sobre a campanha vitoriosa e – digamos – atípica, já que a pandemia obrigou a todos os candidatos, no Brasil inteiro, mudar em muito suas campanhas. Em Itu não poderia ter sido diferente.

Reassumindo a presidência do Secom (Sindicato dos Comerciários) após ter se licenciado para a campanha, Luciano credita muito do sucesso alcançado ao trabalho que realiza há tantos anos na entidade. Assim chegou à Câmara Municipal e agora a vice-prefeito.

“Eu procuro estar sempre junto às pessoas, sendo participativo, fiscalizando, me relacionando com os vereadores, inclusive da oposição, com os secretários e o próprio prefeito. Isso me gabaritou a ser uma pessoa bem avaliada junto à população”.

E ainda, marido e pai. “Sim, na questão familiar, pai da Maria, da Laura, esposo da Rosangela, pessoas que sofreram um pouco durante toda a campanha que foi de 45 dias, mas de uns 90 dias para cá eu já estava trabalhando, fazendo visitas, reuniões”. Luciano é daquelas pessoas que não param. Sempre está com um olhar atento ao entorno, buscando saber o que as pessoas precisam e buscando um modo de ajudar.

O vice-prefeito eleito disse que procurou ajudar e destaca o trabalho feminino nesta campanha. “Eu sempre acreditei no trabalho da Célia Rocha, na boa votação da professora Odila, da Malu [Freitas]. São diversas mulheres que eu participei de reuniões com elas, andamos pelos bairros, incentivei-as”.

Embora não sendo de seu partido ou da coligação, Luciano destaca o papel da vereadora reeleita Maria do Carmo Piunti (PSC). “É uma vereadora muito atuante, muito participativa. Sem entrar na questão partidária, eu falei para nossas candidatas se espelharem na vontade dela. Isso me tomou bom tempo, mas foi recompensador”, garantiu.

Com relação a campanha, Luciano disse que “tenho muito feedback das pessoas que gostam do governo Gazzola, da minha atuação como vereador, e a expectativa das pessoas é que eu possa desempenhar um bom trabalho e que o prefeito dê essa liberdade para que eu possa ajudar a cidade e que o segundo mandato possa ser ainda melhor que o primeiro, e o Gazzola possa ser reconhecido como um dos melhores prefeitos da cidade”.

Com a pandemia, a internet e as redes sociais tiveram um papel importante nesta eleição. Luciano analisa: “atrapalhar só atrapalhou quando houve fake news, quando há atuação de pessoas descomprometidas com a verdade. As redes sociais ajudam, mas quem pautou só nas redes sociais, ficou prejudicado. O trabalho nas redes sociais é como o de um repórter. Mostra o que o candidato fez e faz. Quem não faz, não tem o que mostrar. No meu caso, as postagens tinham uma história. As pessoas viam o Luciano indo ao problema, ajudando a resolver. Isso ajudou a angariar votos para a campanha do Gazzola”. O vice prefeito eleito então diz que a internet e as redes sociais complementam o trabalho do candidato, “mas quem ficou só na internet, não teve sucesso”.

Enquanto vereador, Luciano Ribeiro seguiu desenvolvendo seu trabalho como presidente do Secom. A partir de janeiro, como vice-prefeito, ele diz que “a gente tem de respeitar a legislação. Vice-prefeito é um cargo de expectativa, fica à espera de uma licença do prefeito, férias… Então, legalmente eu sigo presidente do Secom. Já conversei com o Gazzola, ele poderia me convidar para uma secretaria, mas eu não quero. Entretanto, como vice, gostaria de participar como um representante dele [Gazzola], como um agente público, estar representando os próprios vereadores fazendo uma ponte entre eles e a Prefeitura. Vou continuar, sim, sendo presidente do Secom e vou procurar ser ainda mais atuante, não só em Itu, mas em todas as regiões”.

Luciano Ribeiro entende que o prefeito é uma pessoa boa e quer deixar um legado na cidade e por isso ele quer pessoas que o ajudem nisso “e eu, embora sem a representatividade de um vereador, mas sim como extensão do trabalho do prefeito, estarei colaborando para isso”.

Nesta reta final de seu trabalho como vereador, Luciano Ribeiro afirma que “vai dar continuidade ao trabalho”. “Tenho alguns projetos de lei que entendo ser interessantes, dentre eles o projeto da Semana do Empreendedor, pois tem várias empresas que estão vindo e vamos precisar de qualificação. Então vamos precisar de uma semana para prospectar empresas, empreendedores para investir na cidade e outras indicações que ainda faremos”, afirma.

Luciano diz como foi a reta final e como reagiu a divulgação de uma pesquisa: “nós fizemos uma campanha intensa, muitas reuniões e muitas caminhadas. A Michele Campanha e a Carla… pessoas mais próximas, ficaram preocupadas. Elas viam as pessoas preocupadas: ‘vocês têm que ganhar, o Guilherme é uma pessoa boa, está fazendo um bom trabalho, tem que continuar’. As pessoas nos ajudaram, o sentimento era muito forte para o Guilherme vencer”.

Para ele, o que se deve esperar é desenvolvimento econômico. “Nós estamos com mil empregos para daqui seis ou sete meses. Nós temos o Pague Menos com 350 funcionários, o Caetano Supermercados, em frente à Maggi, um supermercado novo, com 250 funcionários, e outras firmas com empregos diretos e indiretos. Então, esperamos um desenvolvimento econômico muito rápido, dependendo da questão da pandemia, evidentemente”. A revitalização da Praça dos Exageros, o Trem Republicano são outros aspectos que atrairão turistas para a cidade e Luciano entende que a cidade irá ganhar com isso.

Finalizando, Luciano Ribeiro deixa um agradecimento. “Foi toda uma equipe que esteve comigo, visitamos praticamente todos os bairros. Agradeço em nome da Michele Campanha, da Carla Braimis, que estiveram ao nosso lado, organizaram a agenda, sempre ouvindo as críticas da internet dizendo que iríamos perder, que o lado contrário estava na frente, e souberam administrar tudo isso para que eu pudesse fazer meu trabalho sossegado. Agradecer a diretoria do Secom, que neste período de 90 dias em que eu fique licenciado, soube tocar tudo de forma correta e agora, com a minha volta, vamos tocar tudo com a seriedade de sempre. Temos duas sedes novas para inaugurar, Boituva e Salto, e logo teremos a de Cabreúva. Estamos nos fortalecendo muito na região”.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Boletim Coronavírus Itu – 214

A Secretaria Municipal de Saúde informa que Itu conta com 6797 casos confirmados, 6302 cas…