Priscila Martins, de 18 anos, sumiu no dia 6 de julho, após sair de casa sem o celular. Dois dias depois, um corpo foi encontrado em um canavial próximo à Estrada Guarujá, em uma área afastada da cidade.

Um exame de DNA vai apontar se a vítima é realmente Priscila. No entanto, segundo o delegado assistente da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba, Rodrigo Ayres, após o corpo ter sido encontrado, a família da jovem esteve na delegacia para registrar um boletim de ocorrência por desaparecimento e acabou reconhecendo as vestes da vítima.

Durante as investigações, o principal suspeito do assassinato de Priscila, Alécio Ferreira Dias, foi morto por moradores. De acordo com o delegado, antes do ocorrido, a polícia pretendia pedir a prisão do homem com base em algumas provas.

Através do celular de Alécio, os investigadores descobriram que ele esteve no local onde o corpo carbonizado foi encontrado, na data do desaparecimento de Priscila. Além disso, conforme Ayres, foram localizadas mensagens trocadas com o celular da vítima.

A polícia também identificou, através de imagens de câmera de segurança, o carro utilizado por Alécio para buscar Priscila na casa dela antes do crime. O veículo, que estava escondido desde o dia do desaparecimento da jovem, foi periciado, mas os laudos ainda não ficaram prontos.

Ainda segundo o delegado, dentro do carro foram encontrados objetos que deram indícios do envolvimento do homem no crime, como um galão com cheiro de gasolina, que teria sido usado para carbonizar o corpo da vítima; um rolo de arame semelhante ao identificado no corpo e uma faca com resquícios de sangue.

A morte de Alécio continua sendo investigada. Enquanto isso, a polícia apura também se ele agiu sozinho no assassinato de Priscila ou se há outras pessoas envolvidas no caso.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Governo de SP se reúne com cidades que registraram salto nos casos de Covid-19

Reprodução Governo de São Paulo vai se reunir com prefeitos de 62 cidades O Governador de …