O município de Itu foi escolhido para a Semana de Imersão da disciplina Desenvolvendo Projetos para Cidades Inteligentes: Desafio Itu, promovida pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas EAESP – FGV, por meio do curso de Administração Pública. Realizada de 8 a 12 de abril, a Semana culminou com apresentação a representantes da administração pública municipal das propostas de projetos no âmbito de cidades inteligentes para a Prefeitura de Itu, desenvolvidas pelos 32 alunos participantes.

Os referidos alunos, sob supervisão dos Professores Doutores Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha, Leandro Alves Patah e Plínio Bernardi Junior, participaram de dois encontros em sala de aula da FGV e de três dias de trabalhos em campo na cidade de Itu. O trabalho de campo contou com o acompanhamento dos professores doutores e de membros da equipe do Governo Municipal em áreas como Planejamento, Cultura, Turismo, Obras, Patrimônio e Trânsito.

Eduardo Ernesto, um dos alunos participantes, falou que o projeto desenvolvido deveria identificar um problema existente na cidade e avaliar tanto as demandas dos munícipes quanto as da Prefeitura de Itu. De acordo com ele, o projeto deveria ser realista, considerando possibilidades e limitações da gestão pública. A receptividade foi motivo de elogio e, segundo Ernesto, o grupo de alunos foi assistido por gestores que disponibilizaram horários em suas respectivas agendas e informações necessárias para a elaboração do trabalho.

Ele ressaltou ainda que o grupo se atentou ao “Melhor Cidade para Melhor Idade”, projeto idealizado por Márcio Pitliuk e Gabriel Carvalho, encabeçado pelo Funssol (Fundo Social de Solidariedade), que foi lançado nesta semana. “Durante muito tempo a política foi espaço de poucos. A sociedade é parte importante da política pública”, comentou Ernesto.

Matheus Cravo do Amaral Codeço, não só participou da Semana de Imersão, mas externou o interesse em acompanhar a possível implantação, em Itu, do projeto elaborado pelo grupo que integrou. Ao trabalhar o tema turismo, Codeço afirmou que os alunos notaram que a cidade de Itu conta com diferentes vocações turísticas como, por exemplo, histórica, arquitetônica, religiosa e dos exageros, o que possibilita a elaboração de diversos e personalizados roteiros turísticos. “A Semana de Imersão foi um período desafiador”, avaliou.

Na análise da Professora Doutora Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha, a experiência vivenciada pelos alunos foi enriquecedora, pois tiveram acesso a secretários e diretores municipais, técnicos e responsáveis por Plano Diretor. “Eles foram expostos a diferentes perspectivas para o mesmo problema”, observou. O Professor Doutor Leandro Alves Patah salientou que tratava-se da vida real. Afirmaram que os alunos receberam diversidade de opiniões e saberes.

Os temas das propostas que foram apresentadas para a Prefeitura, no auditório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, como encerramento da Semana de Imersão, foram: Atendimento Inteligente ao Cidadão, Praça Inteligente, Roteiro Turístico Inteligente, Mobilidade no Centro Histórico, Transporte Elétrico.

Segundo o Professor Doutor Plínio Bernardi Junior, a apresentação de cada um dos projetos foi uma grande chance de um aprendizado recíproco. “Tanto as ideias dos alunos ajudam a trazer novidades para a cidade quanto a vivência, o dia a dia da cidade ajuda no desenvolvimento, na formação dos alunos”. Ele enfatizou que a qualidade dos trabalhos dos alunos foi elogiada por todos os secretários presentes durante a apresentação.

A equipe da administração municipal está disposta a receber Escolas e Universidades da região para projetos semelhantes.

Artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

Quatro pessoas ficam feridas em acidente na estrada que liga Salto a Itu

Carros bateram de frente na Estrada Velha que liga Salto a Itu — Foto: Dalmo Bergantin/Arq…