O prefeito Guilherme Gazzola publicou um decreto nesta segunda-feira, 13, em que pede a requisição administrativa dos bens da Santa Casa de Itu. O prefeito ainda estipula que, durante 180 dias, está proibido a retirada de móveis e equipamentos hospitalares do local sem a autorização da Prefeitura.

O documento diz que “fica garantido à Secretaria Municipal de Saúde livre acesso às instalações físicas da Sociedade Beneficente São Camilo – Santa Casa de Itu para proceder a inventário dos bens de propriedade” e que se for necessário “fica autorizado o uso da Guarda Civil Municipal e a requisição da Polícia Militar do Estado de São Paulo para fazer cumprir este Decreto”.

Em nota, a Sociedade Beneficente São Camilo esclarece que o decreto “em nada afetará a rotina de atendimentos da unidade hospitalar até o final da gestão da nossa entidade frente à Santa Casa, o que ocorrerá em 30 de setembro deste ano, conforme previamente comunicado às autoridades competentes.”

Na sexta-feira, o provedor da Irmandade da Santa Casa, Raul de Paula Leite, informou ao Jornal de Itu que aguardava a entrega de um documento (uma espécie de inventário) da Sociedade São Camilo para, então, com detalhes de equipamentos, móveis e funcionários, iniciar tratativas com uma nova gestora para o local. Hoje, não conseguimos contato.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

Mesmo sem reagir, homem é esfaqueado em assalto no Jardim Paulistano

A Guarda Civil foi acionado para atender uma vítima de esfaqueamento por volta das  1…