O prefeito Guilherme Gazolla baixou um decreto na sexta-feira, 27, onde requer a administração “da parte superior do prédio da antiga Maternidade Borges, visando atendimento de necessidade pública urgente e transitória, diante de iminente perigo público, para a instalação de campanha de combate ao novo coronavírus (Covid-19)”.

O documento ainda destaca que o local não é adequado para Pronto-Socorro, mas se mostra capaz de ser utilizada como hospital de campanha. O prazo da intervenção é de 180 dias.

O último parágrafo ainda diz que a Guarda Municipal e a Polícia Militar serão usadas para cumprir o decreto.

O São Camilo, responsável pela administração da Santa Casa, no documento do prefeito chamada de antiga Maternidade Borges, respondeu, em nota ao Jornal de Itu, que irá acatar o decreto.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região

Deixe uma resposta

Leia também

RD – Droga Raia – Drogasil está com oportunidade(s) para CAGC – Atendente de Loja – v2122617

Descrição Você é apaixonado(a) pelo universo da saúde, beleza e bem-estar? Ama desafios e …